slime
slime

Atenção pais: slime pode conter bilhões de bactérias

Praticamente toda criança conhece. Há inúmeros tutoriais ensinando como fazer esse brinquedo em casa. O Slime, uma espécie de massinha, só que mais viscoso; versátil e colorido caiu na graça das crianças. Hoje o brinquedo é um sucesso absoluto. Apesar de ser divertido, estimular a tonicidade muscular e as funções sensoriais, o brinquedo pode conter bilhões de bactérias.

Alunos do Colégio Marista de Londrina, coordenados pela professora Bárbara Gionco Cano, analisaram algumas amostras de slime e descobriram que o material pode ser um verdadeiro depósito de bactérias, equiparando-se à sujeira encontrada nos telefones celulares, que podem ter bactérias fecais em 1 a cada 6 aparelhos, e também às cédulas de dinheiro.

Porém, isso não é motivo para tirar o slime da mão da criança.

Objetos não passam doenças para pessoas, a menos que uma criança contaminada espirre, tussa no item e passe imediatamente para o coleguinha. Só é possível pegar bactérias de objetos, caso exista material orgânico nele, como saliva, muco ou fezes.

O mais importante é orientar a criança a sempre lavar as mãos. Essa é a medida mais eficaz.

Talvez te interesse ler também:

COMO FAZER AMOEBA? 3 RECEITAS PARA FAZER EM CASA!

COMO FAZER AS CRIANÇAS ENTENDEREM A IMPORTÂNCIA DE LAVAR AS MÃOS COM ESTE EXPERIMENTO

FAÇA VOCÊ MESMO: GEL DESINFETANTE PARA AS MÃOS

Sobre Daia Florios

Daia Florios
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É redatora-chefe e co-founder de GreenMe Brasil.

Veja Também

Bebês estão se alimentando de plástico, desde a mamadeira, revela estudo

O ser humano já nasce comendo plástico. De acordo com uma nova pesquisa sobre a …