Dia das crianças – Menos presente e mais presença

Dia das crianças – Menos presente e mais presença

O Dia das Crianças chegou, como em todos os anos sempre carregado de muita demanda por consumo. Mas será mesmo que precisa de tanto? Será mesmo que é isso o que a criança quer?

Os estímulos, evidentemente, são muitos. Cada hora um brinquedo novo, como personagens favoritos, e novas funcionalidades. Mas, se você já conviveu com crianças, vai reconhecer essa cena: o brinquedo novo chega, elas brincam algumas horas, ou mesmo minutos, e depois esquecem do aparato com a mesma intensidade com que ficaram felizes quando ganharam o presente.

Dá uma certa frustração, mas é importante refletir que isso acontece por que o consumo, como o conhecemos, não faz parte da infância.

Crianças valorizam presença, experiências, o momento

E só passam a desejar itens para brincar quando são estimuladas a isso.

Se você permite que ela assista vídeos online com crianças abrindo brinquedos novos não tem como esperar que elas não virem pequenas consumistas.

Tudo o que envolve educação tem muito a ver com exemplo. Se você a ensinar, desde cedo, que não é bacana comprar tudo o que o que quer ou vê, ela vai aprender assim. O contrário também se aplica.

Menos lixo, mais presença

Além disso, existe uma demanda consumista na sociedade que deve ser questionada, tendo em vista o excesso de coisas que incluem na vida das pessoas, muitas vezes de modo fútil e desnecessário, prejudicando o meio ambiente com tantos plásticos e embalagens: brinquedos novos que logo se tornam obsoletos e vão parar no lixo, gerando mais resíduos na natureza.

Se você gosta de dar presente e acha isso importante como demonstração de amor e afeto, muito bem, não há problema nisso. Mas é possível escolher quais presentes dar tendo como foco o consumo consciente.

O que é consumo consciente? É comprar coisas que sejam duráveis, coisas que sejam feitas de maneira sustentável biológica e humanamente (sem exploração de pessoas e da natureza), é valorizar o comércio local, é fazer você mesmo o presente, reutilizando materiais que tiver em casa.

Leia mais

Menos presente, mais presença

A ideia não é demonizar os presentes. Crianças têm direito de ganhar brinquedos no dia delas, mas têm mais direito ainda de vivenciar boas experiências, como uma ida ao parque, ao teatro, piquenique, cinema, biblioteca, brincar de artesanato, fazer desenho, pintura, tudo com a PRESENÇA dos pais ou de pessoas queridas que cuidam dela.

O que vai ficar, quando elas lembrarem da infância, não é o boneco de última geração que elas ganharam, mas o fato de que você estava do lado dela, brincando, ensinando, estando presente.

E um feliz Dia das Crianças para todos vocês.

Talvez te interesse ler também:

Os brinquedos de crianças de todo o mundo que farão você refletir sobre a nossa sociedade

O método dinamarquês que combate o bullying ensinando empatia e felicidade às crianças

Por que você não deve perguntar às crianças ‘o que elas querem ser quando crescerem’

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *