Amamentação prolongada – Por que ela é tão importante para a criança

  • atualizado: 
amamentação prolongada

O tema não deveria gerar tanta polêmica, mas muita gente torce o nariz para a ideia de que uma mãe amamente seu filho por muitos anos, principalmente se a criança já for grandinha. No entanto, o vínculo que se estabelece com a amamentação, além do importante papel que o ato de dar de mamar tem na saúde dos pequenos não gera dúvidas: esse é um dos maiores presentes que uma mãe pode dar ao seu filho.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda amamentação exclusiva até os seis meses e complementar até dois anos ou mais. E isso por que o leite materno continua nutritivo e poderoso, enquanto a criança precisar. Vale lembrar que a hora de interromper a amamentação depende de cada família, e deve ser uma decisão de mãe e filho, sem intromissões de terceiros.

Confira abaixo por que a amamentação prolongada é tão importante.

5 benefícios da amamentação prolongada

 

1. A criança adoece menos e tem menos alergias

Já está mais do que comprovado que quanto mais amamentado, mais protegido estará o pequeno. O leite materno é um alimento completo e funciona também como uma espécie de “vacina”, fortalecendo o sistema imunológico da criança por muito tempo. Além disso, crianças amamentadas sofrem menos riscos de desenvolver alergias.

2. O leite materno é nutritivo, mesmo depois de anos

Embora algumas pessoas acreditem que após o primeiro ano o leite seja só “água”, essa informação não poderia estar mais errada. No segundo ano de vida, 500 ml de leite materno supre 95% das necessidades da criança por vitamina C, 45% de vitamina A, 38% de proteína e 31% de energia, segundo dados da UNICEF. 

3. Há fortalecimento do vínculo afetivo

A relação que se estabelece entre mãe e bebê, desde o primeiro dia, é fortalecida, em grande parte, no ato da amamentação. É quando os dois, em contato um com o outro, passam a se conhecer melhor. É no fortalecimento do vínculo que a criança se sente amada, segura. Ao contrário do que alguns dizem, amamentar por mais de 1 ano não deixa a criança dependente da mãe, mas sim o contrário. Ela tem mais segurança para dar o importante passo da autonomia e independência.

4. É bom para a mãe

Estudos apontam que a mãe que amamenta por mais tempo tem uma diminuição da fertilidade e até interrupção da ovulação, o que pode ser útil para evitar uma nova gravidez. Mas vale lembrar que a amamentação não substitui outros métodos contraceptivos, funciona apenas como apoio. Mulheres que amamentam também correm menos riscos de desenvolver vários tipos de câncer, como o de útero, mama e ovário.

5. É prático e barato

Ao contrário das fórmulas infantis, que costumam ser caras, o leite materno não tem custo financeiro nenhum, além de ser um alimento prático, em contrapartida ao uso de mamadeiras e leites artificiais, que exigem aparatos, necessidade de aquecer o leite, entre outras coisas. O leite materno não exige nada disso, apenas que a mãe esteja à disposição.

Talvez te interesse ler também:

setaAMAMENTAÇÃO → TUDO O QUE É IMPORTANTE SABER PARA A SUA SAÚDE E A DO BEBÊ

setaLEITE MATERNO: ALIMENTOS RECOMEDADOS PARA AUMENTAR A PRODUÇÃO DO LEITE

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!