Escrever à mão nos deixa mais inteligentes

Escrever à mão deixa mais inteligentes

Escrever à mão nos deixa mais inteligentes e propriamente por esse motivo, este tipo de escrita seria o mais adequado para a aprendizagem. É por isso que alguns especialistas acreditam que escrever com o laptop na sala de aula não é uma boa idéia.

Um estudo sobre o assunto foi realizado por pesquisadores da Universidade de Princeton e da Universidade da Califórnia, e publicado na revista Psychological Science com o título de "The Pen Is Mightier Than the Keyboard. Advantages of Longhand Over Laptop Note Taking".

Estudos anteriores destacaram que o uso do laptop, para tomar notas na escola, pode ser prejudicial por causa das muitas distrações disponíveis na Web. Mas o problema não seria apenas esse.

De acordo com os especialistas que realizaram este novo estudo, tomar notas à mão, ou seja, de forma mais lenta, melhora o aprendizado. Escrevendo com o computador, especialmente se de forma mais rápida e com a ajuda da tecnologia que consegue terminar de escrever as palavras apenas começadas, se consegue transcrever toda a explicação do professor, sem grandes dificuldades. Mas desse modo, o cérebro não tem que fazer qualquer esforço para reformular as notas, o que não é bom como exercício mental.

Tomar notas à mão, ao contrário, não permite que se escreva palavra por palavra de um discurso, sem tê-lo escutado e reformulado antes. Quando se toma notas à mão, o cérebro é forçado a raciocinar para transcrever os conceitos mais importantes e resumi-los de forma clara e concisa.

Na opinião dos especialistas, transcrever uma aula inteira é prejudicial à aprendizagem. Psicólogos escolares têm demonstrado que a escrita se envolve em partes do cérebro que são negligenciadas quando se digita um texto no computador, com especial referência para as áreas associadas à formação da memória.

Notou-se que as crianças são capazes de formular mais idéias ao escrevê-las à mão, do que quando o fazem através do computador. A conclusão dos especialistas? Com a escrita manual a aprendizagem fica mais fácil.

Copiar e reformular as notas à mão, portanto, não é um desperdício de tempo e de fato, ajuda a memória e melhora os estudos.

As escolas, principalmente as particulares, estão cada vez mais orientadas para o uso das novas tecnologias, talvez seja o caso de se fazer um pequeno passo para trás e voltar a dar importância à caligrafia.

Leia também: Criança que “trabalha” não dá trabalho. O fantástico método de Maria Montessori