©Superman gay (Reprodução)

Além do Superman bissexual: veja outras HQs de super-heróis que prezam pela diversidade

Além do Superman bissexual: veja outras HQs de super-heróis que prezam pela diversidade

A Marvel e a DC Comics estão buscando levar mais diversidade para o universo dos super-heróis!

A história em quadrinhos ‘Superman: Son of Kal-El’ conta sobre a vida do filho de Clark Kent, o jovem herói de 17 anos Jon Kent.

nao so o super homem: veja outros herois bissexuais

O Superman atual Jon, assume ser bissexual na quinta edição da série. Na HQ, ele terá um relacionamento com seu amigo repórter e ativista hacker, Jay Nakamura.

Casos de heróis como o de Tim Drake (o terceiro Robin), Batwoman Kate Kane, Lanterna Verde Original, Alan Scott e Arlequina têm mostrado o quadro crescente de personagens LGBTQIA+ nos desenhos.

Há também outras HQs e filmes que tentam romper barreiras e buscam personagens com mais diversidade como:

  • Miss Marvel – uma super-heroína muçulmana, próximo filme da Marvel que estreia em 04 de novembro
  • Eternos – onde Phastos é um herói homossexual
  • Demolidor e
  • Professor Xavier do X-Men – pessoas com deficiências e superpoderes
  • Mulher Maravilha – que traz à tona do empoderamento feminino
  • Pantera Negra – que teve o roteiro centrado em um super-herói negro.

Na série de HQs ‘Super-Homem: Filho de Kal-El’, criada em 2015 por Tom Taylor, além de se assumir bissexual nos quadrinhos, Jonathan Kent, é um ativista político.

Tom afirma em entrevista para IGN que o novo Superman é motivo de orgulho:

“É muito importante fazer isso com Jon Kent como Superman. É possível prever o que isso vai virar quando o homem mais poderoso do mundo fizer parte da comunidade LGBT. Muitas coisas estão no horizonte e além dele. Substituir o Clark com outro cara hétero e branco seria uma oportunidade perdida. Eu sempre disse que todo mundo merece ver a si mesmo em seus heróis.”

Incômodo e Censura

Tá achando que tudo é fácil e colorido, né?! Lembra do gibi ‘Vingadores – A Cruzada das Crianças’ que foi censurado pelo STF na Bienal do Rio de 2019 por mostrar dois personagens homens se beijando? Pois é, ainda temos que passar por isso e tanto outros ataques contra a comunidade LBTQIAP+

O Superman bissexual causou incômodo aos políticos conservadores.

O vereador do RJ, Alexandre Isquieredo disse que o desenho é covardia com as crianças. O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do atual presidente Jair Bolsonaro, ainda declarou em seu Twitter:

 

Apesar das tentativas continuadas de censura, a luta pela visibilidade LGBTQIAP+ precisa de apoio e não vai parar!

A nova série do Super-Homem será lançada nos EUA em 09 de novembro e não tem data de lançamento prevista no Brasil.

E você? O que acha disso? Deixe seu comentário!

Talvez te interesse também:

Junho: mês de luta contra a LGBTfobia. O preconceito fere e mata 

Linda história de amor gay num curta-metragem de 4 minutos. Prepare o lencinho!

28 de junho: Dia Internacional do Orgulho Gay

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *