Hamilton financia formação de professores negros para áreas de ciências, tecnologia e matemática.

Hamilton financia formação de professores negros para áreas de ciências, tecnologia e matemática.

O sete vezes campeão de fórmula I, Lewis Hamilton, está lançando um projeto para  fomentar a presença de professores negros no ensino na Inglaterra.

Com esse projeto, Hamilton quer apoiar a formação de negros para ministrar aulas nas áreas de STEM, sigla inglesa referente às áreas de ciências, tecnologia e matemática.

Para viabilizar esse projeto, a fundação de Hamilton, a Mission 44, fez uma parceria com a instituição de caridade e educacional Teach First.

Sobre as entidades parceiras nesse projeto

A Missão 44 foi lançada no início deste ano com a finalidade de apoiar, capacitar e defender jovens negros de comunidades carentes.

A Teach First, através de seu manifesto educacional recém-lançado, está engajada em apoiar o recrutamento e desenvolvimento de professores de origens sub-representadas, como a dos negros.

Ambas as entidades se uniram, em recente parceria, para incentivar os alunos negros a se envolverem com disciplinas STEM, nas quais esse grupo racial não tem praticamente representação.

Objetivo dessa iniciativa

A parceria tem por objetivo realizar o recrutamento e treinamento de 150 professores negros de STEM nos próximos dois anos,

Além disso, visa criar um modelo que possa ser seguido por outros órgãos educacionais a fim de aumentar ainda mais a diversidade étnica de professores no ensino da Inglaterra.

Para tal fim, a Mission 44 e a Teach First irão desenvolver estratégias inovadoras com:

  • programas de mentoria
  • campanhas de marketing
  • comissões de pesquisa
  • e eventos de networking

A finalidades dessas estratégias é desenvolver práticas mais eficazes para aumentar o número de professores negros STEM no Reino Unido,

A importância de apoiar e engajar os negros

A Fundação Missão 44, com base nas pesquisas e conclusões da Hamilton Commission, detectou a importância de apoiar e engajar os negros, que atualmente são minoria na área educacional.

O dados que confirmam este fato foram coletados e transformados em um relatório pela Comissão de Hamilton e evidenciam que:

  • de 500.000 professores na Inglaterra, apenas 2% são de origem negra
  • 46% das escolas na Inglaterra não têm professores de minoria étnica
  • apenas 1,1% dos professores em sala de aula são negros africanos – apesar de representarem 2,1% da população em idade ativa – em comparação com 85,7% dos professores brancos britânicos, que representam 78,5% da população em idade ativa.

Essa falta de professores negros repercute no grupo ainda menor de professores negros de STEM, o que representa um obstáculo para o acesso e formação dos alunos negros nessas disciplinas.

O aluno Hamilton

A motivação de Lewis Hamilton para estabelecer esta parceria foi a sua vivência como aluno na escola, através da qual percebeu que não houve nenhum professor negro ao longo de sua jornada educacional.

Em síntese, Lewis Hamilton acredita que se existissem mais professores negros, os alunos negros se sentiriam mais compreendidos em suas origens, ambientados na sala de aula e motivados a desenvolverem o seu potencial.

Veja neste vídeo o anúncio da parceria entre Teach First e Mission 44, com a presença de Lewis Hamilton e Priska Reynolds, uma das professoras da Teach First:

Lewis Hamilton passou a seguinte mensagem em relação à consolidação dessa parceria:

“Estou extremamente orgulhoso de anunciar a primeira parceria da Missão 44, hoje.

Nosso trabalho com o Teach First é mais um passo para abordar as barreiras que impedem o envolvimento de jovens estudantes negros com STEM, conforme identificado no relatório da  Hamilton Commission.

Sabemos que a representação e os modelos de comportamento são importantes em todos os aspectos da sociedade, mas especialmente quando se trata de apoiar o desenvolvimento dos jovens.

Ao estabelecer esta parceria, que se concentra na identificação da melhor maneira de atrair talentos negros para funções de ensino de STEM, esperamos criar uma estrutura que a indústria educacional mais ampla possa implementar.

Esperamos que outras organizações que recrutam professores apoiem e se juntem a nós em nossa missão de ver mais diversidade na sala de aula.”

Nós do greenMe, estamos na torcida para que mais organizações sigam esse exemplo de combate à desigualdade educacional nas escolas e em outras áreas.

Veja mais boas iniciativas e ações de Lewis Hamilton, em:

Lewis Hamilton heptacampeão, black and plant power

O fenômeno Lewis Hamilton: apaixone-se por ele!

Dia da Consciência Negra – 20/11 + Hamilton + Kamala – A luta continua

Ativista e vegano, o Hamilton fora das pistas que precisamos conhecer

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *