Conheça a história da foto num protesto antirracismo que viralizou nas redes sociais

Desde a morte de George Floyd, norte-americano negro, morto no último dia 24, após ação de um policial que o sufocou por quase 9 minutos, milhares de pessoas, de diversos países, têm ido às ruas protestar contra o racismo. E essa mobilização tem mostrado que talvez o mundo esteja mudando, pelo menos um pouco.

“Papai mudou o mundo”: emblemática, dolorosa e profunda frase que esperamos se torne realidade

Um bom exemplo é a foto que viralizou nas redes sociais. Na imagem um homem negro carrega um homem branco nos braços, durante uma manifestação contra o racismo. O episódio aconteceu em Londres e mostra o quanto o senso de humanidade pode salvar vidas.

O homem branco que aparece na foto não foi identificado, mas foi tirado pelos braços do preparador físico Hutchinson, durante protestos na capital do Reino Unido. Nessa manifestação, diversos grupos de extrema direita estavam presentes, mas não se sabe ainda se esse homem fazia parte deles. O fato é que ele estava correndo risco de vida, quando o preparador físico, que é negro, o tirou dali e o levou até os policiais.

“Estou salvando o homem que estava a ponto de ser esmagado e espancado. Também estou salvando esses jovens de serem condenados à prisão perpétua”, disse Hutchinson em entrevista à BBC.

Ele disse ainda que não pensou na cor do homem e nem em quem ele era quando o tirou dali.

“Eu não pensava em nada, apenas que havia um ser humano no chão. Não conseguia pensar em nada naquele momento, a não ser salvá-lo”, disse.

Talvez te interesse ler também:

Um negro, uma menina de 8 anos e uma elefanta. 3 nações e 1 culpada: a crueldade humana

A pauta racial precisa ser encarada. Temos uma crise civilizatória para resolver

O comovente abraço entre um policial e uma manifestante durante os protestos (VÍDEO)

Sobre Daia Florios

Daia Florios
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É fundadora e redatora-chefe em GreenMe Brasil.

Veja Também

Ingrid Bergman

Violência contra a mulher não é somente física

A Organização das Nações Unidas declarou o dia de hoje, 25 de novembro, como o …