“Não consigo respirar”: vídeo de policial branco sufocando homem negro: repulsa e indignação. Basta racismo

Aconteceu nos Estados Unidos, no estado do Minnesota. George Floyd, 46 anos, morreu na segunda-feira, 25, depois de ter sido imobilizado por um policial ajoelhado sobre o seu pescoço. A cena foi filmada e o vídeo está causando indignação e apelando para o fim do racismo nos EUA e no mundo.

Tudo aconteceu depois de os policias terem recebido uma chamada para o registro de um homem que tentava fazer pagamento, com notas ou cartão falso, em uma loja de conveniência em Minneapolis.

O episódio foi filmado enquanto pessoas pediam para o policial soltar o homem. As cenas indignaram não somente a web. Logo começaram as manifestações contra o abuso policial, por justiça e pelo fim do racismo.

Fonte foto

Os 4 agentes que participaram da ação foram demitidos e estão sendo investigados. Foram cinco minutos de sufoco, até que, o homem imobilizado parou de se mexer e foi declarado morto depois de ter sido levado para o hospital em uma ambulância.

“Ser negro na América não deveria ser uma sentença de morte”, disse o prefeito de Minneapolis, Jacob Frey:

Um filme já visto

Em 2014 uma cena muito parecida aconteceu. Eric Garner, um homem negro morreu após ter sido sufocado por um policial branco depois de ter suplicado 11 vezes “eu não consigo respirar”.

As cenas são muito fortes, o vídeo não é recomendado para pessoas sensíveis. Repulsa ao racismo, à violência, à intolerância. Não tem desculpa, nada justifica episódios como este. Racismo e violência nunca mais.

Talvez te interesse ler também:

“Um negro vale uma bala”: revelam em mensagens, alunos de escola privada no Rio de Janeiro

A epidemia da desigualdade: 6,7% dos brasileiros vivem com menos de 1,9 dólar por dia

Mundo pós-pandemia: o que poderá mudar no comportamento humano?

Espalhe Amor
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É redatora-chefe e co-founder de GreenMe Brasil.