Projeto muito bacana ajuda quem pede dinheiro em semáforos

SOSsemáforo

É muito comum um motorista parar no semáforo e ser abordado por um alguém pedindo dinheiro. Algumas pessoas se sentem intimidadas, dando o dinheiro por medo, e outras se sentem consternadas, dando o dinheiro cientes de que não resolverão o problema da pessoa, mas pelo menos podem ajudá-la. 

Uma dessas pessoas que se sentiu tocada pela dificuldade enfrentada por quem pede dinheiro em semáforos foi a professora Cristina Deziró, moradora da cidade de Bauru (SP). De dentro de seu carro ela se indagava: como ajudar de verdade estas pessoas? Ela lembra que se “sentia num verdadeiro dilema: se dou o dinheiro, pode ser que eu esteja alimentando o tráfico ou algo ilícito; se não dou, parece que não estou ajudando as pessoas".

Desse dilema surgiu a ideia de distribuir panfletos com informações de entidades e instituições de Bauru com condições de prestar alguma assistência às pessoas que pedem dinheiro e, assim, diminuir a mendicância. Cristina explica que o projeto funciona de forma muito simples: “Eu deixo algumas cópias com os endereços e telefones no carro e quando alguma pessoa me aborda no semáforo, eu digo: ‘Não posso te dar dinheiro, mas algum desses lugares pode te ajudar a ter uma vida mais legal, mais digna’. E entrego a folha".

cristina sos semaforo

A Social Bauru conversou com a professora sobre o projeto SOSemáforo. Ela explica que nem todos os pedintes são moradores de rua e que os motivos que levam as pessoas a pedirem dinheiro são variados. Pesquisando na internet, descobriu locais em Bauru que podiam ajudar pessoas em vulnerabilidade e elaborou os panfletos, divulgando o projeto entre amigos e colegas de profissão. 

Cristina conta que no início as pessoas desacreditaram de sua ideia, já que muitas têm preconceitos arraigados, como: "quem está nos semáforos pedindo dinheiro está lá porque quer", "se quisessem, já teriam procurado por ajuda". 

Entretanto, ela conta que a maioria das pessoas reage, após a surpresa, com alegria, pois a grande parte dos motoristas não olham nos olhos delas.

Como ajudar?

Para ajudar o SOSemáforo é simples: os motoristas podem tirar cópias dos panfletos e entregá-los a quem pede ajuda em semáforos. 

O projeto, que pode e deve ser aperfeiçoado, precisa contar com ações mais diversas e eficazes, como o encaminhamento de menores para o Menor Aprendiz, de adultos para centros de apoio, além de doações às entidades divulgadas no panfleto.

Quem quiser copiar a ideia e os panfletos para distribuir em sua cidade é só entrar em contato com a Cristina por email ([email protected]) ou entrar em contato através do Facebook, na própria pagina do SOSemáforo.

Especialmente indicado para você:

QUEM SÃO OS MORADORES DE RUA?

NATAL NA RUA: PROJETO SOLIDÁRIO PARA PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA EM SP