Como ajudar pessoas com horas de vida

Horas de vida

Muitas pessoas, atualmente, desacreditam da medicina não pelo seu poder de cura, já que a tecnologia contribui fundamentalmente para o tratamento e a cura de muitas doenças. O que anda mesmo em descrédito é o fator humano da medicina, ou seja, como os médicos nos prestam atendimento. 

Do lado do paciente, fragilizado, ele quer uma consulta "olhos nos olhos", um tratamento humano e franco e ser tratado como sujeito de sua própria doença. Do lado do médico, as queixas em relação às condições de trabalho são muitas. Mas existem especialistas e iniciativas que buscam mediar essa difícil relação que, muitas vezes, se coloca entre profissionais de saúde e a população em geral.

Uma delas vem da ONG Horas da Vida, cujo foco é atuar na atenção básica com atendimentos e exames com hora marcada em consultórios, na tentativa de prestar um serviço auxiliar à rede pública de saúde. A atuação da Horas da Vida é complementar à atuação do SUS, no sentido de tentar diminuir a demanda por atendimentos de emergência nos hospitais públicos, visto que grande parte dos casos pode ser resolvida de forma ambulatorial. 

A Horas da Vida acredita que é possível intermediar o propósito de ajudar, que inspira o profissional de saúde, com a dificuldade que a maioria da população brasileira tem para pagar um serviço de saúde de qualidade. Nesse sentido, a ONG faz a ponte entre esses profissionais que querem ajudar com quem precisa de ajuda. 

O Horas da Vida encaminha pacientes para o próprio consultório médico, de acordo com a disponibilidade do profissional, ou a própria ONG oferece o local de atendimento, bem como lugares onde o médico possa dar palestras ou trabalhar em mutirões. Já os exames, são feitos pelos parceiros do projeto.

As cidades onde o Horas da Vida atua são São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Porto Alegre e Curitiba. Mas profissionais de outras cidades podem entrar em contato para ampliar essa rede do bem através de um cadastro feito no site da ONG.

Se você é um profissional de ajuda e se identifica com essa corrente, participe dela. É muito fácil: é só você doar algumas horas de vida.

Especialmente indicado para você:

CORAÇÃO E BICICLETA: INCOR-USP BUSCA VOLUNTÁRIOS PARA O PROJETO PEDAL

CONFESSIONÁRIO URBANO: UM PROJETO QUE ESCUTA AJUDANDO NO COMBATE À SOLIDÃO