Doe alimentos pelo serviço de delivery

delivery-reverse

Não seria bacana poder doar alimentos ao mesmo tempo em que você recebe uma pizza?

Então, como diz o nome, Delivery Reverse é um projeto da ONG Banco de Alimentos que dá a oportunidade de você entregar comida ao recebê-la, isto é, você ajuda pessoas que não têm o que comer dando ao motoboy que for fazer uma entrega na sua casa alguma comida que você jogaria fora.

O Reverse Delivery nasceu assim: o Banco de Alimentos desenvolveu uma mochila especial para facilitar o transporte de doações e convidou uma das pizzarias mais famosas de São Paulo para participar do projeto. A dinâmica de entregas do estabelecimento não foi afetada, segundo Rita Dias Menezes, gerente de marketing da Pizzaria Veridiana. Só que agora os motoboys voltam com as bolsas cheias de alimentos, e não mais vazias. Quando as pessoas fizeram um pedido, a atendente explicou o projeto. Nas primeiras semanas, os entregadores receberam centenas de doações, que foram entregues a instituições de caridade.

A ideia não só ajuda pessoas que vivem em insegurança alimentar, como também cria uma rede de solidariedade, que pode mudar a cultura de um país.

A ONG está aberta a novos parceiros interessados em abraçar o projeto. Se você é gerente ou dono de um restaurante ou lanchonete que trabalha com entregas e têm interesse nessa parceria, acesse reversedelivery.com.br e cadastre o seu estabelecimento.

Acesse, também, o Facebook do projeto para ter mais informações: https://www.facebook.com/reversedelivery/

Banco de Alimentos

A ONG Banco de Alimentos foi fundada em 1998 com o objetivo de combater o desperdício de alimentos e diminuir os efeitos da fome, para que o maior número de pessoas tenha acesso a alimentos de qualidade.

Os alimentos distribuídos são excedentes de comercializações em boas condições de consumo. São 42 instituições cadastradas na ONG, que atende a mais de 21 mil pessoas.

A iniciativa do Banco de Alimentos forma um ciclo sustentável: com a arrecadação de excedentes de produção e comercialização diminui-se o acúmulo de lixo orgânico e o desperdício de alimentos próprios para consumo, que podem complementar a alimentação de milhares de pessoas em situação de risco alimentar e social.

O projeto ajuda na inclusão social porque, além de visar uma alimentação balanceada através das doações, procura atuar, em conjunto, para o problema da fome, contribuindo para a criação de uma rede de solidariedade.

Leia também:

setaCOMBATE AO DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS: UM APLICATIVO PARA DOAÇÃO DE COMIDA!

setaFRUTA IMPERFEITA: BRASIL TAMBÉM EVITA DESPERDÍCIO VENDENDO ALIMENTOS "FORA DO PADRÃO" 

Fonte foto: frentedagastronomiamineira