Uma cafeteria que oferece trabalho às pessoas em situação de rua

cafeteria que oferece trabalho aos sem-teto

Uma cafeteria para obter (e dar) uma segunda chance. No The Purple Door Coffee em Denver se bebe um bom café e se come deliciosos croissants, como em qualquer outra cafeteria. Mas este não é um café qualquer.

Os donos Madison Chandler e Mark Smesrud são realmente pessoas diferentes e especiais, porque são co-fundadores de uma organização sem fins lucrativos, que emprega jovens que vivem nas ruas com idades entre 15 e 24 anos, para ajudá-los a deixar para trás essa vida de sem-teto.

A cafeteria oferece um pacote de trabalho durante 52 semanas, tempo durante o qual, são fornecidos para os novos empregados habilidades práticas - tais como operação e fechamento de caixa -, bem como o justo know-how para melhorar a saúde física, emocional e mental destes novos empregados.

Trabalho no Purple Door Café

"Nós acreditamos que todo ser humano tem um valor incrível, explicou Smesrud, diretor do programa, em um vídeo no site do café. Não devemos avaliá-los a partir de seus sucessos ou os seus fracassos, e sim pelo simples fato de eles serem humanos."

O The Purple Door café está aberto há quase dois anos e, desde então, emprega adolescentes e jovens adultos em grupos de três pessoas por vez e lhes oferece emprego por um ano. A cafeteria foi o catalisador perfeito para implementar a idéia, pois permite que os funcionário aprendam várias habilidades - desde o atendimento ao cliente à limpeza - além de ser um espaço aberto para a integração com a comunidade.

Galera no Purple Door

O nome do café tem um significado simbólico: o roxo é historicamente a cor que representa a realeza. Assim, cada pessoa que aparecer na porta, quer se trate de um empregado, um cliente ou um fornecedor, será tratado como um rei e lhe será oferecida uma oportunidade, independentemente do que ela fizer na vida.

Fantástico!

Leia também: A cidade alemã que oferece cerveja aos desempregados alcoólatras como incentivo para limparem as ruas