A cascata que se colora conforme o ar é poluído

cascata que se colora conforme o ar é poluído

Uma cascata que fica colorida dependendo do quanto o ar está poluído. Azul, amarelo e vermelho são as cores das luzes que mudam de acordo com a percepção da poluição do ar, em tempo real.

O nome da invenção criada pela artista Andrea Polli é “Particle Falls”, e trata-se de uma instalação dentro de um projeto de arte pública, que pretende nos enviar uma mensagem: quão alto são os níveis de poluição no ar que respiramos e quanto as partículas que o compõem, são invisíveis aos nossos olhos.

Andrea Polli, professora associada de arte e ecologia na Universidade do Novo México, fez sua estréia com esta instalação de arte digital em San Jose, Califórnia, em 2010. Depois de Detroit, Filadélfia e Pittsburgh, o projeto está em Logan, Utah, em exibição no ARTsySTEM project da Utah State University.

COMO FUNCIONA - A cascata é controlada por um nephelometer, um instrumento meteorológico que analisa em tempo real, as partículas em suspensão, baseando-se na medição da luz difusa. Na prática, reproduz em um fluxo constante de luzes aquosas, os dados relativos à presença de partículas no ar. O instrumento dispara um feixe de luz no ar para medir a concentração de partículas finas, especialmente, a partícula menor, PM 2,5. Desta forma, é possível monitorar o impacto diário da poluição atmosférica.

"Em Detroit e Filadélfia, por exemplo, a ferramenta que monitora as partículas (nephelometer) foi colocado em uma avenida movimentada perto de um semáforo", disse Polli. “Conseguimos assim, ver os efeitos dos vários tipos de ônibus, vendo uma melhoria real no ar entre a circulação ou não, dos ônibus e dos veículos movidos a diesel. No entanto, em Pittsburgh e Logan, o contexto era muito diferente." Polli observou que a persistência dos elevados níveis de PM2,5 nestas duas cidades foi causado por um efeito de inversão no inverno em Utah, e pela presença da indústria em Pittsburgh.

O valor concreto desta instalação? Provavelmente não existe, mas serve para literalmente vermos e entendermos, ao vivo e em cores, o quanto de poluição existe no ar que respiramos.

Leia também: Os efeitos da poluição em famílias chinesas, contados em um curta