O Líbano e suas riquezas, atrativos e belezas

  • atualizado: 
 Líbano

Neste conteúdo, será mostrado o que, costumeiramente, não se divulga muito na mídia: a beleza, a diversidade e a amistosidade do povo libanês e os atrativos dessa terra milenar constituída de vários patrimônios históricos e uma Natureza belíssima. 

 

1. História

O Líbano se situa na extremidade leste do mar Mediterrâneo, na Ásia Ocidental, é um território que faz ligação entre esse continente e a Europa. Este país tem como fronteiras a Síria, ao norte e a leste, e Israel, ao sul e a oeste, e Chipre, pelo mar Mediterrâneo.

O território libanês foi palco de vários povos da antiguidade, tais como:

  • fenícios
  • assírios
  • persas
  • gregos
  • bizantinos
  • turcos otomanos

A história do Líbano é constituída por uma vasta diversidade, cultural, étnica e religiosa, cujos registros remontam de 7 000 anos atrás.

Nesta região se formou a cultura fenícia que, fazendo exceção a outros povos que se dedicaram à agricultura, os fenícios desenvolveram a atividade marítima, durante quase 2 500 anos (3 000-539 a.C.).

Após a Primeira Guerra Mundial, cinco províncias do Líbano moderno ficaram sob o domínio da França.

Em 1942,o Líbano estabeleceu um sistema político chamado confessionalismo, baseado na partilha de poder entre as comunidades religiosas.

Este sistema foi criado quando os franceses aumentaram as fronteiras do Monte Líbano, habitado por católicos maronitas e drusos, e foi uma alternativa de convivência com os muçulmanos.

O país teve sua independência em 1943 e as tropas francesas se retiraram em 1946.

Antes de eclodir Guerra Civil Libanesa (1975-1990), o país vivia consideravelmente bem, e prosperava com o turismo, agricultura e serviços bancários.

Em seu auge, o Líbano ficou conhecido como a "Suíça do Oriente".

Grande número de turistas, eram atraídos para o Líbano e suas belezas e a capital Beirute era tida como "Paris do Oriente Médio".

No final dessa guerra, ocorreu a reconstrução da infra-estrutura e da economia do país.

Até julho de 2006, o Líbano recuperou e viveu uma considerável estabilidade. 

Beirute foi reconstruída, os turistas se hospedavam nos resorts do país e o visitavam, de forma crescente.

Novamente, ocorreu um baque para esta nação e estourou a guerra de 2006, entre Israel e o Hezbollah, que provocou a morte de civis e produziu grandes danos na infraestrutura civil do Líbano.

O conflito durou de 12 de julho de 2006 até um cessar-fogo patrocinado pela ONU em 14 de agosto, do mesmo ano.

2. O monte branco

O nome Líbano origina-se do semítico lbn (لبن) e significa "branco", de certo, por causa da neve que cobre o monte Líbano.

O Líbano faz parte da região do Crescente Fértil, onde surgiram as primeiras grandes civilizações.

Os fenícios, povos antigos dessa região, criaram o primeiro alfabeto, do qual derivam todos os demais, tanto semíticos como indo-europeus.

Estes povos fundaram Cartago, a maior adversária da Roma na Antiguidade.

Com as conquista de Alexandre Magno, em 332 a.C., a Fenícia (atual Líbano) passou a fazer parte da Civilização Helenística. Posteriormente, o Egito dominou a região e em seguida, o Império Selêucida.

No século I a.C., o Líbano foi anexado pelo Império Romano e depois, pelo Império Bizantino, período no qual o cristianismo se espalhou na região.

A conquista árabe do século VII, do território libanês, foi responsável pela introdução do árabe e da a religião islâmica no Líbano.

Na Idade Média, o território que corresponde ao Líbano atual viveu o período das Cruzadas, sendo disputado pelo Ocidente cristão e pelos árabes muçulmanos.

No século XII, o sul do Líbano foi integrado ao Reino Latino de Jerusalém.

A República Libanesa foi criada em 1926.

3. Geografia

libano 3

O Líbano tem um território que abrange 10.452 quilômetros quadrados, do qual 10.230 quilômetros quadrados são de terra. O litoral do Líbano se estende por 225 km, ao longo do mar Mediterrâneo. 

Existem 16 rios no Líbano.

4. Clima

O Líbano possui um clima mediterrâneo moderado. O inverno, nas zonas costeiras, são geralmente frios e chuvosos, enquanto os verões são quentes e secos.

As temperaturas das áreas mais elevadas, no topo das montanhas mais altas, costumam chegar abaixo de zero durante o inverno, com neve pesada que ocorre até o início do verão.

5. População e sua constituição

A população do Líbano é formada por vários grupos étnicos e religiosos:

  • muçulmanos (xiitas e sunitas)
  • cristãos (maronitas, ortodoxos gregos, melquitas greco-católicos, católicos romanos, protestantes)
  • outros cristãos (armênios, coptas, caldeas, assírios) e outros, incluindo as seitas alauíta e drusa,
  • e uma pequena comunidade judaica.

Atualmente a população do Líbano é de 6 987 776 habitantes.

Em 2014, o CIA World Factbook fez uma estimativa percentual que o Líbano tem uma população composta por:

  • 54% de muçulmanos (27% islamismo xiita e 27% sunita)
  • 40,4% de cristãos (inclui 21% católicos maronitas
  • 8% ortodoxos gregos, 5% greco-católicos
  • 1% protestante e 5,5% outros cristãos)
  • 5,6% de drusos
  • e um pequeno número de judeus, bahá'ís, budistas e hindus.
 

6. Cidades mais povoadas do Líbano

beirute

  1. Beirute
  2. Trípoli Setentrional
  3. Sidom Meridional
  4. Tiro Meridional
  5. Nabatia Nabatia
  6. Zahle Beca
  7. Jounieh Monte Líbano
  8. Batroun Monte Líbano
  9. Habboûch Nabatia
  10. Balbeque Beca
 

7. Províncias do Líbano

O Líbano é dividido em seis províncias:

As seis províncias e suas respectivas capitais são:

  • Beirute: Beirute
  • Monte Líbano: Baabda
  • Líbano Setentrional (ou Líbano Norte): Trípoli
  • Bekaa: Zahlé
  • Nabatieh: Nabatieh
  • Líbano Meridional (ou Líbano Sul): Sídon
 

8. Turismo

O turismo no Líbano, contribui para, cerca, 10% do PIB do país.

Em 2008, o Líbano atraiu cerca de 1,3 milhão de turistas.

Em 2009, o The New York Times destacou a cidade de Beirute como um importante destino para se viajar, ressaltando a a vida noturna e a hospitalidade libanesa.

Em janeiro de 2010, o Ministério do Turismo revelou que 1.851.081 turistas visitaram o Líbano e que em 2009 houve um aumento de 39% em relação a 2008.

Em 2010, chegou a 2 milhões de turistas, mas caiu de 37% para os primeiros 10 meses de 2012, queda causada pela guerra civil Síria, país vizinho do Líbano.

9. Cultura

A cultura do Líbano é uma miscelânea de várias civilizações, ao longo de milhares de anos.

Originalmente, o Líbano foi a terra dos fenícios e, posteriormente, ocupado por assírios, persas, gregos, romanos, árabes, fatímidas, cruzados, turcos otomanos e, franceses.

A população diversificada do país, constituída por diferentes grupos étnicos e religiosos, enriquece festivais, estilos musicais, literatura, arte e culinária do país.

10. Líbano e seus atrativos

libano 2

No Líbano vivem também cerca de 60 mil brasileiros e líbano-brasileiros residentes no país.

O Líbano é uma mistura de Suiça por suas lindas montanhas, Paris, por seu clima glamouroso, Las Vegas, pela vida noturna, e Ibiza por suas incríveis festas à beira das piscinas.

Praias, resorts do Mediterrâneo, ruínas, colunas, castelos históricos, igrejas e mesquitas monumentais, belas paisagens e altas montanhas marcam as belezas do Líbano.

O povo libanês é conhecido por sua hospitalidade, devido à atmosfera familiar, amorosa, acolhedora e alegre.

Outra qualidade marcante desse povo, que já enfrentou guerras e infortúnios, é a capacidade de se reerguer.

O povo é como o Cedro, árvore nativa do Líbano e símbolo de sua bandeira, não se abala e sempre se reergue.

Diferente da impressão que a mídia passa, as pessoas que vivem no Líbano, das mais diferentes religiões, mantêm uma coexistência respeitosa.

Só no centro de Beirute existem 10 igrejas e 6 mesquitas, todas próximas, uma da outra.

E, no quesito diversão, Beirute tem as melhores baladas.

Algumas das atrações noturnas são Sky Bar, Buddah Bar, White, Music Hall, com os melhores DJs e cantores internacionais, além dos festivais de Baalback, Biblos, Beittedine, Anjar e o de Batroun.

11. A mulher libanesa

A mulher libanesa, seja muçulmana, ortodoxa, maronita ou druza, ao contrário do que se pensa é vaidosa, gosta de se vestir bem, tanto é que 4 dos 10 maiores estilistas internacionais, são do Líbano: Eli Saab, Zuhair Mourad, Reem Akra e Nicolas Jebran, que vestem celebridades internacionais. 

Outra aspecto que contraria o que se costuma pensar à respeito das mulheres libanesas, é que elas trabalham e atuam em vários cargos em áreas como: jornalismo, música, vendas e empresarial.

12. A riqueza histórica e cultural do Líbano

O Líbano é mais que um país marcado por guerras.

Esta nação em sua história e cultura é formada por grandes escritores, filósofos, médicos que viveram em suas terras e deixaram grande conhecimento e contribuição cultural para a história humana.

Este povo possui pratos famosos de sua gastronomia, bela música e danças folclóricas e rica cultura herdada de várias civilizações milenares.

Vejam neste vídeo uma mostra do dabke, dança folclórica libanesa, marcada por passos fortes e cadenciados.

13. Belas Imagens do Líbano

Este vídeo mostra algumas bela paisagens do Líbano.

Vale a pena apreciar!

Próxima viagem? Líbano! <3 

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!