2017: Ano Internacional do Turismo Sustentável

  • atualizado: 
viajar

2017 foi estabelecido pela ONU como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. E o Brasil pode ganhar muito com isso.

O nosso país tem um potencial turístico muito grande, devido à sua exuberante e diversa natureza. O turismo é uma importante fonte econômica para o país e de valorização da nossa cultura e do nosso patrimônio. O objetivo da ONU, ao indicar 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, é justamente dar visibilidade às diferentes culturas dos povos de todo o mundo.

De acordo com a Central Press, A ONU entende que o setor do turismo pode contribuir para o desenvolvimento mundial nos três aspectos da sustentabilidade: econômico, social e ambiental. E o Brasil tem todo o potencial para se beneficiar com turismo.

Ponto forte: a natureza

O Brasil tem uma biodiversidade incrível: uma costa com praias belíssimas, cachoeiras, chapadas, florestas encontradas em todos os estados do país e no Distrito Federal. Com tanta pujança, é fundamental que o país proteja os seus bens naturais e culturais, já que a natureza interfere na forma de os povos se organizarem socialmente.

Além disso, o Brasil pode aproveitar todo esse potencial natural para o turismo investindo em unidades de conservação, como os parques nacionais, estaduais e municipais. Alguns pontos turísticos muito procurados para visitação são: o Parque Nacional do Iguaçu (Paraná), o Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha e o Parque Nacional da Tijuca (Rio de Janeiro). É possível conhecer os parques abertos à visitação no site Wikiparques.

Valorização humana

Para atrair turistas estrangeiros e do próprio país é preciso investir, além da conservação, em infraestrutura. E para que isso seja bem-sucedido de forma sustentável as comunidades locais têm que participar de projetos, tais como capacitações para moradores atuarem como guias locais, como empreendedores no comércio, no setor de hotelaria, alimentação e transportes.

De acordo com Teresa Magro, membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento pode estimular as pessoas a conhecerem as áreas naturais protegidas, fazendo com que elas se aproximem mais da natureza e que as comunidades regionais sejam capacitadas. "Mas esse desenvolvimento não pode ser apenas em 2017, tem que ser algo contínuo, para que possamos colher resultados a médio e longo prazos", comenta.

Proposta da ONU

A ONU vislumbra valorizar o potencial natural dos países, mas também incentivar órgãos nacionais a agilizarem agendas para a conservação da natureza aliada ao desenvolvimento regional, relação que traz benefícios econômicos, sociais e ambientais, gerando valores, serviços e distribuição de renda com intervenções mínimas na natureza.

Para isso, os governos precisam fazer a sua parte implementando uma infraestrutura adequada (banheiros, trilhas, fiscalização, alternativas de acesso) e informação, para que as pessoas conheçam e entendam a importância, por exemplo, dos parques. Ou seja, além de o turista visitar um lugar incrível, como as Cataratas do Iguaçu, ele deve ser informado da importância da preservação ambiental, como dar um correto destino ao lixo e não alimentar animais.

Tomara que o Brasil saiba aproveitar essa oportunidade para fortalecer-se no turismo natural!

Especialmente indicado para você:

CONHEÇA O PARQUE NACIONAL DE BRASÍLIA E SUA TRILHA DE 15 KM PARA CICLISTAS

PARQUE NACIONAL DA SERRA DA CAPIVARA, PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE, PEDE SOCORRO!

ONDE FAZER TURISMO SUSTENTÁVEL NO BRASIL

TURISMO NAS ALDEIAS: UM AUTÊNTICO PROGRAMA DE ÍNDIO

10 LUGARES PARA OS VIAJANTES POR UM MUNDO MELHOR