Tucumã – a fruta pura saúde. Combate diabetes e muito mais

  • atualizado: 
Tucumã

Neste conteúdo, vamos apresentar uma fruta típica do Amazonas, oriunda de uma extensa palmeira bem espinhosa, por isso, seu nome derivado do tupi=tuku'mã, significa: fruto da árvore de espinhos.

O fruto é muito nutritivo e pode ser utilizado para diversas finalidades.

Conheçam a seguir as seguintes informações sobre o tucumã:

 

1. Tucumã: que fruta é essa?

O tucumã é uma fruta do tucumanzeiro, que é uma palmeira encontrada na região norte do Brasil, principalmente na Amazônia.

Dessa árvore, além do fruto, pode-se extrair o óleo das sementes e das folhas, e também obtém-se fibras para a confecção de redes e cordas.

2. Classificação científica

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Arecales
Família: Arecaceae
Género: Astrocaryum
Espécie: Astrocaryum aculeatum, que é o nome científico desta planta

3. Outras Denominações

O Tucumã (Astrocaryum aculeatum) é conhecido também pelas seguintes denominações:

  • coqueiro-tucumã
  • tucumã-piririca
  • acaiúra, acuiuru
  • tucum
  • tucumã-açu
  • tucumã-arara
  • tucum-açu
  • tucumaí-da-terra-firme
  • tucumãí-uaçu
  • tucumã-purupuru ou
  • tucum-do-mato.
 

4. Características da Árvore

astrocaryum aculeatumFonte foto

A palmeira do tucumã é bem alta e é revestida por agudos espinhos ao longo de seu tronco.
O tucumanzeiro se desenvolve em solos pouco férteis e chega a medir até 15 metros ou mais.
Esta palmeira possui espinhos longos, finos, agudos e escuros e folhas extensas, com bordas espinhosas.
O seu fruto tem algumas características que lembram o buriti.
O tucumã, fruto, é arredondado, fibroso, com polpa comestível, grudenta, oleosa, fibrosa, de cor alaranjada, dura e fina tem um sabor que lembra o damasco.
A polpa envolve um caroço e é coberta por casca firme e fina de cor amarela com tons avermelhados e se desenvolve em grandes cachos. 

5. Cultivo: Como Plantar

Germinação por sementes:
As sementes do tucumã, ficam dentro do caroço.
Para extrair as sementes é só quebrar o caroço.
Para germiná-las, o ideal é secá-las primeiro, para isso, é recomendável deixá-las na sombra por 1 a 2 semanas.
Em seguida, coloca-se as sementes de molho por 3 a 5 dias, trocando a água todo dia.
E, após isso, planta-se as sementes em um canteiro ou vaso.
A germinação pode levar 30 dias.
Quando surgirem as mudas com 4 a 5 folhas, já se pode replantá-las em local definitivo e mais amplo.

6. As propriedades do Tucumã

O tucumã é rico nas vitaminas A, B1, C e ômega 3.
Por isso o tucumã tem propriedade antioxidante, sendo muito eficiente no combate aos radicais livres, retardando o envelhecimento e contribuindo para evitar o desenvolvimento da diabete, ajudando a manter equilibrado o nível de açúcar no sangue.
O tucumã tem 90 vezes mais vitamina A que o abacate e três vezes mais que a cenoura.
Em, aproximadamente, 100 gramas da polpa do tucumã tem 247 calorias, glicídios (19,1%), lipídicos (16,6%) e protídeos (3,5%).

tucuma abertoFonte foto

7. Informações nutricionais

A tabela abaixo traz as informações nutricionais para cada 100 g de tucumã.

Energia - 262 kcal
Carboidratos - 26,5 g
Proteínas - 2,1 g
Gorduras saturadas - 4,7 g
Gorduras monoinsaturadas - 9,7
Gorduras poli-insaturadas - 0,9 g
Fibras - 12,7 g
Cálcio - 46,3 mg
Vitamina C - 18 mg
Potássio - 401,2 mg
Magnésio - 121 mg

8. Benefícios

As propriedades nutricionais já citadas do tucumã faz com que este fruto nos proporcionem os seguintes benefícios à saúde:

  • Baixa o colesterol (porque rico em ômega-3, este ácido graxo essencial combate o colesterol ruim) 
  • Combate a diabetes (porque o ômega-3 ajuda também no controle do nível do açúcar no sangue)
  • Fortalece a imunidade (por conter as vitaminas A e C, que são antioxidantes)
  • Melhora a circulação sanguínea 
  • Previne infecções e inflamações (o ômega 3 também ajuda a diminuir a inflamação)
  • Beneficia a saúde da pele, evitando, por exemplo a acne (por causa de suas vitaminas)
  • Evita o câncer (por ter propriedades antioxidantes)
  • Promove o bom funcionamento do coração, evitando doenças cardiovasculares

Leia este nosso artigo abaixo que contém vários estudo científicos que confirmam os benefícios do Ômega 3 para nossa saúde, lembrando que e o tucumã é rico nesta gordura boa:

ÔMEGA 3 - VOCÊ SABE QUE BENEFÍCIOS TRAZ O CONSUMO DAS GORDURAS SAUDÁVEIS?

9. Utilizações

O tucumã pode ser consumido in natura, o que é muito mais saudável, ou ser utilizado na forma de polpa congelada.

Esse fruto serve como ingrediente em receitas como sucos, bolos, sanduíches, risotos, pastéis, sorvetes, doces, compotas e vários outros. Em Manaus, costuma-se utilizar a polpa do tucumã em recheio de tapiocas, sanduíche, ingrediente para pizza e uma variedade de pratos.

As folhas do tucumã servem para a confecção de artesanatos, sendo utilizadas as suas fibras, para a produção de cestos e balaios.

A parte dura do centro dos frutos (endocarpo) é usada no fabricação de anéis, brincos, pulseiras e colares.

As folhas da palmeira, ao serem maceradas, viram uma fibra resistente utilizada no artesanato de redes de dormir.

O caroço lenhoso do tucumã de cor quase preta, contém uma amêndoa de massa branca, oleaginosa, bem dura e revestida por uma polpa amarelo-alaranjada, de pouca consistência e oleosa.

Tanto da polpa, como da semente, pode-se extrair o óleo do tucumã.

Este óleo é utilizado para a fabricação de sabão e, pelas sua riqueza em ômegas 3, 6 e 9 e propriedades hidratantes é muito empregado em produtos cosméticos para a pele e cabelos.

oleo tucumaFonte foto 

10. Onde encontrar tucumã para comprar?

Na região Norte o tucumã é mais fácil de ser encontrado, sendo inclusive vendido em feiras livres. Mas no restante do Brasil, esse fruto pode talvez ser mais fácil de adquirir através de sites de vendas na internet.

Este é mais um fruto da diversidade natural brasileira que, se tivermos oportunidade, vale muito a pena conhecer ao vivo e em cores para provar seu sabor!