Pariparoba - Folha boa de chá digestivo e muito mais

  • atualizado: 
pariparoba

A pariparoba é uma planta nativa, brasileira - uma Piperaceae de folhas grandes, cheirosas, e que dão um chá muito gostoso e curativo. Para má digestão e problemas de fígado experimente a pariparoba que você não vai desgostar, acredito.

QUAL PARIPAROBA?

Bom, há duas espécies que são chamadas de pariparoba ou caapeba, seu nome indígena. São estas a Piper umbellatum, nativa da Mata Atlântica e Piper peltatum, na Mata Amazônica, também conhecidas como Pothomorphe umbellata e P. peltatum - estas são espécies correlatas em uso medicinal popular, como se comprova por este estudo da Fiocruz.

Uma potente atividade antioxidante, atividade anti-inflamatória e ainda inibição in vitro do crescimento de Helicobacter pylori.

USO DE PARIPAROBA NA MEDICINA POPULAR

A pariparoba existe no Brasil todo, não só na Mata Atlântica, e em cada região ela é usada e indicada, principalmente, em caso de problemas digestivos e hepáticos. Mas, a pariparoba é muito mais do que isso.

E USOS QUE A CIÊNCIA COMPROVOU

Um dos usos mais interessantes da pariparoba é para tratar fígado gordo e fortalecer os órgãos internos (fígado, pâncreas, baço).

Outro uso que já se comprovou cientificamente é na proteção aos raios UV solares.

E mais, a pariparoba é uma das plantas reconhecidamente antimalárica e antiofídica (sobre o uso antiofídico, leia aqui este estudo comparativo).

Esta tese sobre a “Farmacologia e fitoquímica dos extratos de Pothomorphe umbellata (L.) Miq., direcionadas à atividade antiúlcera“ confirma que a pariparoba tem ação antiinflamatória, antiúlcera e que atua positivamente na redução das populações de Helicobacter pylori no nosso organismo.

Outra comprovação é dos efeitos positivos sobre a redução das placas de colesterol (veja aqui) nas artérias, por redução dos processos inflamatórios que as acumulam, e sua poderosa ação antioxidante que é maior do que a da vitamina E.

No vídeo abaixo você poderá ver sobre diversos usos da pariparoba

Neste vídeo aqui você verá uma reportagem sobre o uso dermatológico da pariparoba e uma pesquisa da USP sobre seu uso popular

Segundo a reportagem acima, o extrato da pariparoba pode ser usada como preventivo do câncer de pele pois ajuda a regenerar a pele restaurando a elastina e melhorando sua estrutura.

NA PARIPAROBA USA-SE FOLHAS, CAULES E RAÍZES

pribaroba 2

Todas as partes desta planta tem ação medicinal comprovada empiricamente.

Alguns estudos já existem que demonstram seu potencial farmacológico.

Na medicina popular, os usos de folhas e raízes são diferenciados:

Folhas e caule - têm ação diurética, hepatoprotetora, digestiva

Raízes - tem ação febrífuga

INDICAÇÕES DE USO MAIS COMUNS

  • hidropisia ou retenção hídrica
  • problemas de fígado, baço e pâncreas
  • anemia e debilidade orgânica
  • má digestão
  • furúnculos
  • dores de cabeça
  • queimaduras de pele
  • bronquites e problemas catarrais
  • dores de estômago, úlceras e gastrite
  • epilepsia
  • erisipela
  • reumatismo
  • problemas renais

MODO DE USAR

Os modos de usar mais indicados para a pariparoba são:

  1. Como depurativo, digestivo, hepático e diurético: “em 1 xícara de chá, coloque 1 colher de chá de raízes picadas, 1 colher de chá de folhas picadas e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara de chá de manhã, em jejum, e outra antes do almoço”.
  2. Como estimulante, tônico e estomáquico: “coloque 2 colheres de sopa de raízes e folhas picadas em 1 garrafa de vinho branco seco. Deixe em maceração por 8 dias e coe. Tome 1 cálice, antes das principais refeições”.
  3. Em caso de gripes, bronquites, tosses, febres: “coloque 1 colher de sopa de folhas e caules picados em 1 xícara de café de água em fervura. Desligue o fogo, espere amornar e coe. Adicione 2 xícaras de café de açúcar cristal. Leve novamente ao fogo brando, até dissolver completamente o açúcar. Tome 1 colher e sopa, de 2 a 3 vezes ao dia. Para crianças dar somente metade da dose”.
  4. Como cataplasma para tratar furúnculos, queimaduras superficiais, dores de cabeça e inflamações reumáticas: “lave muito bem, enxugue e fatie 1 folha fresca. Coloque em um pilão e amasse bem. Espalhe em um pano e exponha ao vapor da água em fervura. Espere amornar e aplique, ainda morno, sobre o local afetado, na forma de cataplasma, 2 vezes ao dia”.

COMO USAR A CAAPEBA NA MATA

Machucou, está doendo? Lave bem uma folha de caapeba e massageie, com ela, o local dolorido.

Se fizer um machucado aberto - passe uma folha de caapeba no fogo, suavemente (ou na frigideira), macere com um pouco de azeite ou banha e aplique como unguento.

Não tem tempo de acender fogo? Mastigue uma folha de caapeba e coloque sobre a ferida.

Está se sentindo mal do estômago? Em um litro de água fervente jogue duas folhas limpas de caapeba. Deixe repousar até 10 minutos, retire as folhas e tome a água durante o dia.

Se de tudo nada? Mastigue pedaços de folha de caapeba, para o estômago, fígado, baço e intestino.

Ah, e também dá um ótimo banho de ervas para proteção e desintoxicação energética. Esta é uma planta do elemento água, consagrada a Yemanjá portanto, grande limpadora de corpo e alma.

CONTRA-INDICAÇÕES NO USO DA PARIPAROBA

O abuso nas dosagens desta planta provocará os sintomas que você pretende tratar - náuseas, vômitos, cólicas, diarréia, pequena elevação de temperatura, cefaléia, tremores nos membros, paralisia, erupções na pele, aumento da diurese. Doses extremamente elevadas podem resultar em inflamação colecistica (fígado, vesícula) e pielorenal (rins), dores nas regiões hepato-vesicular, lombar e vesical, hematúria, presença de cristais de oxalato, uratos, de bile e de alguns resíduos celulares, sedimentos e resina na urina.

Fonte fotos - wikipedia