Toranja emagrece? Descubra AQUI os benefícios

  • atualizado: 
toranja emagrece

Dizem que ajuda a emagrecer se você tomar o suco de toranja em jejum, diariamente. Vamos então conhecer essa fruta cítrica que mais parece uma super laranja, a toranja, e que não é muito fácil de se achar no Brasil.

A toranja é um parente criado, um citrus híbrido resultante do cruzamento entre o pomelo (Citrus paradisi) e a laranja (Citrus x sinensis). Então, toranja, Citrus × paradisi ou Citrus maxima, também pode ser chamado, regionalmente, de jamboa, grapefruit, laranja-melancia, pamplemussa, laranja vermelha, laranja-romã.

Logo de cara tenho que dizer que toranja, no nosso país, só se encontra em mercado caro, é importada, não tem grande aceitação e só é moda por conta das dietas de emagrecimento que oferecem mundos e fundos por meia toranja ao dia. Mas vamos lá ver o que existe de real nisso tudo?

O QUE É A TORANJA

A toranja é uma laranja grandalhona, com sabor bem ácido, uma doçura de fundo, um amargor estranho para nosso paladar mas que, quando você experimenta acaba gostando pois é bastante refrescante e traz bem estar. Imagina então uma super laranja, enorme, que pode ser amarela, vermelha ou verde e cuja polpa também pode ter cores diversas, indo do branco ao vermelho arroxeado.

tipos de toranja

Esta é uma fruta, como todos os outros citrinos (limão, laranja, mexerica, pomelo, etc) bastante rica em vitaminas diversas (A, B6, B12, C e D) e minerais importantes para nossa saúde (potássio, cálcio, ferro, zinco e magnésio), cheia de fibras vegetais digestivas fundamentais para a saúde do nosso intestino e com ácidos interessantes para a desintoxicação do nosso organismo e poucas calorias (em 100 gr somente 42, dependendo do tipo de toranja que você escolher).

Dentre os componentes específicos que a toranja tem a gente encontra um flavonóide, naringenina, em maior concentração e, junto com ela, todo o benefício que traz (a supressão de enzimas que têm a ver com os processos de inflamação crônica e, consequentemente, o desenvolvimento de câncer. Se quiser aprofundar o tema sobre o que a naringenina faz de bom sugiro que leia os seguintes textos:

  • S. Department of Agriculture, Agricultural Research Service. 2011. USDA Database for the Flavonoid Content of Selected Foods, Release 3.0.
  • VANAMALA, Jairam, et al. Suppression of colon carcinogenesis by bioactive compounds in grapefruit. Carcinogenesis, 2006, 27.6: 1257-1265. Grapefruit: A Nutritional Fruit Fraught with Danger of Severe Drug Interactions
  • AGARWAL, Shashi K. Grapefruit: A Nutritional Fruit Fraught with Danger of Severe Drug Interactions. Drug discovery, 2013, 3.9: 43-44.

A TORANJA E SEUS BENEFÍCIOS

Toranja consumida em jejum, crua, cozida ou assada, traz inúmeros benefícios que a cultura popular já consagrou mesmo que os estudos científicos ainda não tenham sido realizados.

  1. Emagrece
  2. Doenças cardiovasculares
  3. Ação depurativa e desintoxicante
  4. Trata infecções
  5. Melhora a aparência da pele
  6. Na digestão
  7. Em caso de febre

1. Emagrece

Dizem (não se comprovou ainda) que as toranjas têm o poder de bloquear depósitos de gordura, queimar gordura acumulada, impedir seu acúmulo e, consequentemente, provocar perda de peso corporal rapidamente. Para emagrecer com a ajuda da toranja você deverá consumi-la em suco, fresco, 30 minutos antes de qualquer refeição.

A perda de peso resultante da ingestão diária de toranja tem a ver com a ação de enzimas específicas que aceleram o metabolismo e ajudam na queima de gordura.

2. Doenças cardiovasculares

Anginas, enfartes, redução de colesterol LDL. O magnésio e a vitamina C que a toranja contêm em abundância, são essenciais para a manutenção da saúde cardiovascular evitando doenças cardíacas,

3. Ação depurativa e desintoxicante

O consumo de toranja alia a grande quantidade de líquidos desta fruta com as fibras vegetais, riquíssimas em pectina, e os minerais e vitaminas que contêm agindo na redução de ácido úrico (gota, cálculos, artrite úrica), problemas hepáticos e renais. Mas, é preciso cuidado se você sofre de cálculos da vesícula biliar pois, o consumo de toranja aumenta a possibilidade de cólicas de vesícula.

Outro efeito do consumo de toranja, em gomos, de preferência, é a melhora no trato intestinal reduzindo problemas de prisão de ventre, intestino preguiçoso ou constipação.

4. Trata infecções

A vitamina C da toranja é seu principal agente antiinfeccioso fora os óleos essenciais que contêm. Mas, não só a vitamina C tem essa ação, também agem de forma a reduzir as infecções as vitaminas A, B e D, o magnésio, o ferro e outros minerais de que é rica esta fruta.

5. Melhora a aparência da pele

Como é rica em vitamina C, a sua ingestão promove a síntese do colágeno, mantém a saúde dentária, óssea, ajuda a cicatrizar feridas, a reduzir cicatrizes e a melhorar a resposta do sistema imunológico

6. Na digestão

A toranja, como qualquer outra fruta cítrica, tem a condição de nos ajudar a digerir melhor os alimentos, especialmente aqueles cuja digestão é mais lenta, difícil e que, consequentemente produzem toxinas em maior quantidade (carnes, gorduras, produtos industrializados em geral) e, como alimento alcalino que é (os cítricos o são) também ajuda nosso corpo a equilibrar seu pH.

7. Em caso de febre

Suco e polpa de toranja são muito bons para ajudar quem sofreu ou ainda sofre de febres, ajudando a melhorar o bem estar, reduzir a sensação de calor, aliviando a sede e injetando vitamina C no sistema imunológico.

MAS, CUIDADO COM A TORANJA - ELA INTERAGE COM DIVERSOS MEDICAMENTOS

Na verdade, a toranja interage com 85 medicamentos de uso bastante comum hoje em dia:” para tratar o colesterol alto, novos agentes anticancerígenos, medicamentos psiquiátricos, certos imunossupressores, medicamentos para Aids, certas pílulas anticoncepcionais e tratamentos com estrogênio”.

Você pode ler a lista completa que é um apendice do artigo científico “Grapefruit and medication interactions: forbidden fruit or avoidable consequences?” de

Bailey DG, Dresser G, Arnold JMA. publicado pela Canadian Medical Association em 2012.

Portanto, antes de lançar mão da toranja e sofrer algum efeito adverso - que pode ir desde náuseas, tonturas e até a morte (leia o caso clínico relatado por Unni Pillai, nefrologista de St. Louis, Missouri -) atente para esses sérios riscos.