Biribá - uma Fruta-do-Conde Diferente, Grande e Muito Útil

  • atualizado: 
biriba

O Biribá (Rollinia mucosa) é uma, planta nativa das Américas e que ocorre nas matas tropicais. Também é conhecida como araticum-grande ou jaca-de-pobre e ocorre naturalmente, nas regiões entre a Amazônia e a Bahia.

Este é, talvez, um dos mais importantes representantes da família das Annonaceae, da qual já falamos aqui em diversas oportunidades: araticum, atemoia, graviola, pinha, fruta-do-conde e pindaíba são outras dessas gostosas frutas gomosas, de aroma penetrante, carne branca, saborosa e diversos usos culinários e medicinais.

Também há anonáceas no cerrado - leia no artigo abaixo sobre o Araticum

FRUTAS DO CERRADO: CONHEÇA E PRESERVE!

Onde cresce o biribá

O biribá cresce em clima úmido e quente e pode atingir, na natureza, até os 20 metros de altura. Esta é uma planta resistente a geadas e períodos de seca.

Quando cultivado em pomar, a planta pode ser podada para se manter na altura máxima que deseje, controlando seu crescimento vertical de forma a facilitar a colheita dos frutos.

O biribá reproduzido por germinação de sementes dará frutos a partir do 4º ano de vida.

A época clássica de frutificação do biribá ocorre entre fevereiro a junho, no norte do país.

A fruta madura tem casca típica das anonas, com divisões, e cor amarelada, e polpa branca, mole e suculenta.

Cada fruto de biribá pode alcançar 1.600 gr de peso, em gostosura, aroma e sabor. Seus frutos maduros são alimento para pássaros e diversos animais silvestres (paca, anta, queixada, quatis e macacos).

Usos culinários

Na cozinha regional nortista, a polpa do biribá é consumida in natura ou processada em sucos, mousses, batidas, sorvetes, pudins e bebidas espumantes.

Também é usada como recheio de bolos e biscoitos.

Medicina popular

Na medicina popular o fruto, as folhas e o pó das sementes secas do biribá são usados em tratamentos de enterocolite - inflamação do trato intestinal que atinge, principalmente o intestino delgado e cólon e se apresenta acompanhada de cólicas e diarreia, vômitos, mal estar generalizado e febre.

Esta fruta é muito rica em vitaminas C e B3 e minerais como, fósforo, cálcio e potássio.

O biribazeiro, árvore do biribá, é uma das anonáceas ainda pouco estudadas em seu potencial alimentício e medicinal e que, por este motivo, também corre o risco de extinção pela destruição das regiões nativas onde habita.

Leia mais sobre as diversas anonáceas do nosso chão:

setaATEMOIA - BENEFÍCIOS E COMO USAR ESSA FRUTA TÃO SABOROSA

setaGRAVIOLA: USOS, BENEFÍCIOS E CONTRAINDICAÇÕES

setaFRUTA DO CONDE: A FRUTA DA SAÚDE E DA JUVENTUDE