Grão-de-bico: benefícios e propriedades CURATIVAS

grao-de-bico propriedades beneficios

Grão-de-bico (Cicer arietinum) é uma leguminosa, parente do feijão e da ervilha, com história antiga. As primeiras espécies selvagens de grão de bico estão integradas na alimentação humana desde a Idade do Bronze. Esta planta se originou no Oriente Médio e primeiro foi cultivada na Bacia do Mediterrâneo, depois foi se espalhando, a partir do século XVI para as outras regiões sub-tropicais, levado pelos espanhóis e portugueses em suas caravelas.

Na produção mundial de leguminosas, o grão-de-bico está em terceiro lugar, depois da soja e do feijão. As variedades antigas desta leguminosa tem a cor escura, quase preta, muito diferente das que conhecemos hoje, de cor clara.

O que tem de bom no grão-de-bico?

Grão-de-bico é uma boa fonte de proteína vegetal, rica em minerais - cálcio, ferro, fósforo, potássio, molibdênio, cobre - em triptofano e vitaminas (A, B e C) para além de ser riquíssimo em fibras vegetais. Dentre as vitaminas do grupo B, é preciso ressaltar a riqueza em folatos, ácido fólico, a B9, especialmente necessária para a saúde da mulher e a fertilidade.

Esta é uma leguminosa medianamente calórica - cada 100 gr de grão de bico cozido em água corresponde a 120 calorias.

Propriedades curativas do grão-de-bico

A riqueza em fibras vegetais solúveis e não solúveis do grão-de-bico é essencial para a retirada das gorduras excedentes na alimentação, o aumento do bolo fecal, a redução dos resíduos alimentares e a limpeza das paredes intestinais. Esta mesma qualidade dá ao grão-de-bico um valor significativo na redução do colesterol pela captura da bílis produzida pelas vísceras. Sua digestão, demorada, impede a subida abrupta do açúcar no sangue após a refeição, sendo ideal para pessoas que sofrem de diabetes, resistência à insulina ou hipoglicemia.

A forma ideal de se consumir o grão-de-bico é em combinação com cereais integrais.

Sua riqueza em molibdênio faz do grão-de-bico um excelente desintoxicante do organismo, especialmente para os excessos de sulfitos comumente usados como conservantes na indústria alimentar. Pessoas sensíveis aos sulfitos podem sofrer de taquicardia, dores de cabeça, desorientação mental e outros incômodos quando consomem alimentos industrializados.

A riqueza do grão-de-bico em ferro, associado à lenta combustão dos carboidratos complexos, aumenta a energia de quem o consome, melhorando a assimilação do ferro e aumentando as reservas deste mineral no organismo. Neste sentido, é especialmente indicado o seu consumo durante a menstruação e em casos de anemia.

Grão-de-bico tem triptofano, aminoácido essencial fundamental para a preservação de bons níveis de serotonina e melatonina, das quais o triptofano é precursor. Assim, o consumo rotineiro de grão-de-bico ajuda no combate à depressão e problemas de sono, especialmente nos que se referem à dificuldade em adormecer.

setaLeia também: INSÔNIA? CONHEÇA AQUI ERVAS QUE VÃO TE AJUDAR A DORMIR MELHOR

A riqueza do grão-de-bico em magnésio, que o torna uma das boas fontes deste mineral essencial à saúde como um todo, auxilia o organismo de quem o consome na produção de enzimas importantes para a produção de energia e melhora a ação do nosso sistema imunológico. Especificamente, uma dieta rica em magnésio é fundamental para a saúde cardiovascular.

Para substituir a carne vermelha na sua alimentação, o grão-de-bico é uma das leguminosas mais adequadas, especialmente quando combinado com cereais integrais. As proteínas assimiladas pelo consumo frequente de grão de bico vão, paulatinamente, melhorando todos os índices de saúde da pessoa que se alimenta com essa leguminosa.

Outro benefício do consumo de grão-de-bico é que ele possui fitoestrógenos compatíveis com os humanos, podendo ser uma boa alternativa na reposição hormonal da mulher na menopausa.

Recomendo a leitura desta matéria aqui onde se expande a discussão dos benefícios medicinais do consumo de grão-de-bico para o tratamento e prevenção da depressão.

Especialmente indicado para você:

setaAS 5 LEGUMINOSAS MAIS SAUDÁVEIS DO PLANETA

setaDIETAS VEGETARIANA E VEGANA: COMO GARANTIR TODAS AS PROTEÍNAS NECESSÁRIAS

setaPOR QUE O FEIJÃO ESTÁ TÃO CARO?