Coentro: os seus muitos benefícios para a SAÚDE e como usá-lo

coentro

Com sabor muito apreciado e característico, o coentro é capaz de trazer muitos benefícios para a saúde. Mesmo que sua origem precisa não seja conhecida, há registros de que o coentro fosse regularmente utilizado pelos egípcios antigos como planta medicinal e até mesmo em alguns processos de mumificação para preservar as múmias. Vejamos os muitos benefícios  do coentro para a nossa saúde e como utilizar esta planta maravilhosa.

Benefícios do coentro

O coentro é muito rico em vitamina C, K e também proteínas. Além disso, é uma excelente fonte de fibras, ferro, manganês, cálcio, ferro, potássio, fósforo, caroteno e niacina. Ou seja, um alimento quase completo e repleto de saúde. Dentre os benefícios mais comuns observados, é possível citar:

Bom para o fígado e intestino, melhora o sistema digestivo

O coentro melhora as funções do fígado e também intestino, portanto favorece também o sistema digestivo.

Auxilia no tratamento de Alzheimer

Por possuir grande quantidade de vitamina K, o coentro é amplamente utilizado no tratamento de Alzheimer.

Antisséptico

O coentro possui propriedades antissépticas que auxiliam na redução e cura de úlceras que possam surgir na boca e partes relacionadas.

Coentro é anti-inflamatório

O coentro é um anti-inflamatório natural, por isso é excelente no tratamento das mais diversas inflamações, como exemplo a artrite.

Bom para o colesterol

O coentro diminui o colesterol ruim e aumenta o colesterol bom no sangue, sendo assim sua ingestão é mais do que recomendada.

Além disso, o coentro previne gripes e resfriados graças ao ácido ascórbico que está presente nele. Pode também auxiliar a regular o sistema nervoso e melhorar a memória. Possui também grande quantidade de ferro, portanto é um complemento ideal em casos de anemia.

Bom para se desintoxicar

O coentro é bom para se desintoxicar de metais pesados em todo o corpo e de forma extremamente abrangente.

Como tomar ou comer o coentro

Por ser delicioso, o coentro cai bem com quase qualquer tipo de alimento. Muito normalmente é utilizado como tempero ou até mesmo para preparar molhos e conservas aromáticas. Pode ser utilizado no preparo de grãos e leguminosas. Algumas sobremesas um pouco mais requintadas e sofisticadas também podem levar pitadas de coentro ralado para uma experiência de sabor incrível.

O seu uso mais comum é na guacamole, onde dá um gostinho todo especial.

Outras utilizações comuns

* Molho caseiro composto de vinagre, tomate e alguns ramos de coentro para tempero de saladas
* Coentro no preparo de outros molhos como o curry
* Pasta para pão com alho e coentro
* Tempero de grãos como o arroz branco. O sabor fica inigualável

Como dica rápida de utilização, pode-se usar 4 tomates e um maço de coentro para o preparo de uma deliciosa macarronada. Para tal, basta preparar o molho como de costume (evitar molhos prontos) e adicionar o coentro assim que o molho estiver quase pronto.

Contraindicações do coentro

O coentro por si só não representa perigo. No entanto, é necessário muita atenção na hora de utilizá-lo para o preparo de alimentos, pois segundo uma pesquisa da US Food and Drug cerca de 15% do coentro importado para fabricação de alimentos americanos está potencialmente contaminado com salmonella. O mesmo vale para o Brasil, uma vez que muitas vezes não sabemos a procedência de nossos alimentos. Vale sempre o bom senso de limpar bem o alimento antes de adicioná-lo à comida.

Recomendações gerais a respeito do coentro

Desde que devidamente limpo, não há contraindicações gerais a respeito do consumo de coentro. Recomenda-se deixar a folha de molho por pelo menos 30 minutos em água com uma colher de chá de vinagre para desinfetar possíveis contaminações por bactérias. Além disso, é importante também a higiene da cozinha e utensílios que serão utilizados na preparação do alimento, isso é evidente.

Especialmente indicado para você:

setaCHICÓRIA DO AMAZONAS OU COENTRO BRAVO - MEDICINAL E ALIMENTÍCIA

setaERVAS, ESPECIARIAS E TEMPEROS: O QUE COMBINA COM O QUÊ

setaPURÊ DE BATATA: 7 RECEITAS ALTERNATIVAS AO PRATO TRADICIONAL