Você sabe o que é procrastinar?

Você sabe o que é procrastinar?

Quem de nós já não postergou um problema até o limite de ser resolvido? Ou pior: não conseguiu resolvê-lo por tê-lo adiado demais? Muitas vezes “vamos empurrando” uma determinada situação por comodismo ou por medo de enfrentá-la. Mas será isso normal?

Esse adiamento na solução de um conflito tem nome. Chama-se procrastinação. Procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois.

Embora não seja exatamente a procrastinação um problema, quando ela impede as pessoas de cumprirem com as suas rotinas, pode ser um sinal de alerta.

Podemos entender a procrastinação como um meio de negligenciar certas atividades, não lhes dando a devida atenção e importância e, consequentemente, fazendo com que as deixemos de lado. Logo, um procrastinador é uma pessoa que evita tarefas ou uma tarefa em particular.

Ainda que existam pesquisas que indicam que “que quem se distrai enquanto adia tarefas apresenta soluções mais originais” e, apesar dos benefícios do “ócio produtivo” ou do doce “fazer nada“, procrastinar pode sim representar um sério problema.

Muitas vezes essa substituição em fazer algo sem importância no lugar daquilo que realmente importa é resultado de estresse, ansiedade e outros sentimentos que desconcentram a pessoa do seu objetivo.

Quando a procrastinação vira doença

O pesquisador Renato Alves explica que a procrastinação pode estar, também, naquela pessoa que faz muitas coisas ao mesmo tempo mas acaba não fazendo nada direito. Isso pode gerar muitos problemas sociais, como a perda de credibilidade no ambiente profissional e problemas de relacionamento familiar e conjugal.

O procrastinador entra num círculo vicioso por acreditar que as realizações não são fruto de esforço e determinação. Sentindo-se derrotado, por achar que não alcançou seu objetivo, acaba por desanimar e procrastinar novamente. A procrastinação gera estresse, culpa, sensação de perda de produtividade e vergonha.

Como explica Renato, muitas vezes é na infância que nasce o comportamento “enrolador”. No intuito de proteger demais a criança, por um lado, os pais acabam fazendo por ela o que ela mesma já tem de condições de fazer. Logo, ela começa a solicitar auxílio para realizar as tarefas. Por outro lado, a criança que é muito cobrada pode acabar tornando-se extremamente perfeccionista e, com isso, acha que nada que fizer ficará bom.

Como parar de procrastinar

Será que é possível evitar a procrastinação? Existem algumas técnicas que ajudam as pessoas a diminuírem o ritmo da procrastinação, trabalhando na otimização da eficácia do tempo no trabalho e no lazer.

Uma dessas técnicas é chamada de Pomodoro, segundo o site Significados, e foi desenvolvida por Francesco Cirillo, na década de 1980. Ela consiste em a pessoa dividir períodos de tempo de 25 minutos (chamados de “pomodoros”), intercalando com intervalos de 5 minutos de descanso entre cada. Após 4 “pomodoros”, a pessoa tem o direito de 30 minutos de repouso, para depois retornar a uma nova sequência de “pomodoros”.

Pode acontecer de a procrastinação tornar-se crônica, associando-se a alguma disfunção física ou psíquica. Portanto, é passível de tratamento. Renato dá algumas dicas para o tratamento da procrastinação:

  • Reconhecer que está enrolando e que pode ser pior procrastinar do que realizar a tarefa.
  • Não deixar aquela tarefa chata por último: livre-se logo dela.
  • Permita-se sentir-se aliviado e fortaleça a sua autoestima enfrentando a razão da procrastinação.
  • Ponha na balança o que você vai ganhar e o que você vai perder se não realizar aquela tarefa.
  • Divida a tarefa em partes se ela for muito trabalhosa.

Algumas frases sobre procrastinar…

E para finalizar, deixamos para você refletir, algumas frases interessantes sobre a procrastinação.

“Procrastinar traz alívio imediato e fracasso a longo prazo”.

(Josevan Oliveira)

“Pare de procrastinar. Faça o que tem que ser feito todos os dias. Pequenos sucessos diários permitem a você momentos de satisfação e no final um grande sucesso”.

(Damião Maximino)

“Procrastinar

Amanhã

Amanhã

Depois de amanhã”.

(Isabel Fernandes)

“Procrastinar é manter o “status quo” por dúvida, preguiça, medo ou pelo desejo frustrado de compensação imediata”.

(Mauricio C. Cantelli)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google