10 Remédios Naturais para tratar Fungos Vaginais

  • atualizado: 
fungos vaginais

Embora seja normal que algumas bactérias e fungos vivam dentro e ao redor da vagina, alguns deles não deveriam estar lá porque, se em quantidade exagerada ou em desequilíbrio, causam infecção vaginal. Algumas infecções vaginais são bens comuns, por exemplo, três quartos das mulheres poderão ter sapinho, candidíase e vaginose bacteriana em algum estágio de suas vidas.

Fungos, bactérias e vírus são os agentes causadores dos problemas vaginais e somente um médico ginecologista poderá fazer o diagnóstico correto com análises clínica ou laboratorial.

Vejamos o que é a infecção vaginal por fungo, quais são seus sintomas e quais remédios naturais podem ajudar a resolvê-la.

INFECÇÃO POR FUNGOS

A infecção vaginal por fungo acontece quando um fungo ou uma levedura, geralmente a Candida albicans, começa a crescer demasiadamente na vagina.

Em pequenas quantidades e em equilíbrio com a flora vaginal, este fungo não causa nenhum problema de saúde, mas alguns fatores podem causar desequilíbrio, fazendo com que o fungo se prolifere. A vagina sendo quente e úmida, é um ambiente propício para essa proliferação de microrganismos.

O uso de antibióticos, o uso prolongado de roupas íntimas úmidas, ou feitas de material sintético que não permitam a região respirar, bem como o consumo excessivo de doces e carboidratos, são alguns dos fatores que favorecem a proliferação de fungos. Um outro hábito muito ruim e que muitas mulheres têm, é o de lavar e deixar a calcinha secando no box do banheiro.

Candida albicans

Na maioria das vezes a infecção vaginal é causada pelo fungo Candida albicans, mas pode acontecer de a causa da infecção vir de outros tipos de fungos, e estes costumam reagir mal às terapias convencionais e precisam de tratamentos mais agressivos.

Apesar de não ser considerada uma DST (doença sexualmente transmissível), a infecção vaginal por fungo pode sim ser transmitida sexualmente, principalmente no contato oral-vaginal.

Sintomas da Infecção Vaginal por Fungo

Os sintomas são variados e às vezes muito sutis. Podem surgir sensação de umidade, coceiras, irritações, sensação de queimação ao fazer xixi ou transar, e secreção branca, espessa e sem cheiro.

A coceira (prurido) se forte, pode resultar em fissuras (machucados) que podem abrir a porta para outras infecções, causadas por outros fungos que não sejam a cândida.

São consideradas infecções recorrentes, quando estas ocorrem quatro ou mais vezes por ano. E aí é importante ficar de olho porque elas podem ser sintomas de diabetes ou outras doenças que abaixem a defesa imunitária.

Tratamento

O tratamento geralmente é feito com pomadas vaginais, mas existem remédios caseiros que podem tratar e aliviar os sintomas:

10 REMÉDIOS CASEIROS PARA TRATAR FUNGOS VAGINAIS

  1. Iogurte natural
  2. Óleo de coco
  3. Óleo de melaleuca (Tea tree oil)
  4. Óleo essencial de orégano
  5. Vinagre de maçã
  6. Alho
  7. Chá de Malva
  8. Chá de camomila
  9. Ácido bórico
  10. Babosa (Aloe vera)

1. Iogurte natural

O iogurte contém bactérias boas, os chamados lactobacilos, é um probiótico e esse tipo de alimento é capaz de restaurar o equilíbrio na flora vaginal, regulando o pH da vagina e tonando-a menos ácida, ou seja menos propício para a proliferação de fungos.

O iogurte pode ser ingerido mas também pode ser passado e ou inserido na vagina, com a ajuda de uma seringa sem agulha.

2. Óleo de coco

O óleo de coco já é figurinha batida no que se trata de cuidados pessoais. Ele pode ser um forte aliado contra a candidíase, pois contém propriedades antifúngicas.

O óleo de coco pode ser aplicado diretamente na área afetada, mas assegure-se de que é um óleo puro e orgânico.

3. Óleo de melaleuca (Tea tree oil)

O óleo de melaleuca é um óleo essencial usado para matar fungos, bactérias e vírus. Experiências na Universidade de Hacettepe, Turquia, demonstraram que ele é eficiente no tratamento da candidíase comum e também nos casos de infecções resistentes aos tratamentos usuais.

Basta pingar umas duas ou três gotas na calcinha após o banho, ou diluir o óleo em água e passá-lo na vagina.

4. Óleo essencial de orégano

Da mesma forma que o óleo de tea tree, o óleo de orégano pode ser utilizado pingando na calcinha ou em um absorvente. Ele contém propriedades antifúngicas poderosas o que ajuda a cessar ou a desacelerar o desenvolvimento dos fungos.

5. Vinagre de maçã

O vinagre de maçã pode ser usado em um banho de assento. Você deve diluí-lo em água em uma bacia ou banheira e sentar por 20 minutos. Isso vai alcalinizar a região, deixando-a menos propícia para a proliferação dos fungos. O vinagre de maçã também vai ajudar a aliviar a coceira.

6. Alho

O alho é um dos antifúngicos naturais mais poderosos que existem. Uma mistura de algumas gotas de óleo de alho com óleo de coco, diluídas e passadas diretamente na área afetada, vai tratar a infecção e aliviar os sintomas. Ou ainda, você pode amassar alguns dentes de alho e misturar em água, e usar essa solução para lavar a vagina.

7. Chá de Malva

A malva é uma planta que tem propriedades antifúngicas e seu chá pode ser usado em um banho de assento para aliviar os sintomas e combater a proliferação dos fungos. Basta fazer a infusão, coar e colocar em uma bacia para se sentar, ou então passar na área afetada com a ajuda de um pano.

8. Chá de camomila

A camomila é uma calmante natural, ela vai acalmar e desinchar a região, aliviando a coceira e a sensação de ardência.

Você pode fazer um banho de assento, ou ainda usar o próprio saquinho do chá.

Faça um infusão de camomila em água quente, deixando-a descansar por mais ou menos 5 minutos. Espere o chá esfriar e coloque o saquinho na vagina, pressionando-o para que sua água escorra para o canal vaginal, alcançando toda a área afetada e aliviando os sintomas.

9. Ácido bórico

O ácido bórico é antisséptico, utilizado no tratamento de candidíase crônica ou infecções mais resistentes. O ácido bórico é um pó branco que vem encapsulado e é colocado dentro da vagina, onde a cápsula se rompe e derrama o ácido.

Mas atenção, o ácido bórico é tóxico, pode causar queimaduras na pele e não deve ser ingerido e nem usado em feridas.

Se você estiver grávida, jamais faça uso do ácido bórico!

10. Babosa (Aloe vera)

A aloe vera tem propriedades capazes de inibir a proliferação dos fungos. Ela também é anti-inflamatória e antifúngica, o que pode ajudar a controlar a candidíase vaginal.

Você pode tomar o suco de aloe vera, feito com duas colheres de sopa do gel extraído da folha e um copo de água, ou usar o gel diretamente na área afetada, uma vez por dia, até desaparecerem os sintomas.

COMO EVITAR FUNGOS VAGINAIS

Você pode prevenir as infecções

  • evitando o uso de roupas apertadas,
  • de calcinhas feitas de lycra (prefira as de algodão que permitem a respiração da pele da área íntima).
  • Não faça uso de sprays desodorantes vaginais.
  • Nao deixe calcinha (nem nenhuma outra roupa íntima) secando no banheiro.
  • Lave a vagina apenas com água ou sabão neutro.
  • Mantenha uma alimentação equilibrada, sem excesso de açúcar,
  • Beba bastante água.