Urtiga amarela para problemas renais e infecções do trato urinário

  • atualizado: 
urtiga amarela lamium galeobdolon

Esta é uma das inúmeras plantas que são chamadas de urtigas - medicinais e alimentícias, de uso muito antigo pelos povos da Terra - a Lamium galeobdolon também é conhecida como Arcanjo Amarelo pelas suas flores amarelo-ouro e, em algumas variedades, complementadas por folhas prateadas contrastantes.

Características Gerais

A urtiga amarela não é urticante, quer dizer que não tem o fator picante dos pelos das urtigas verdadeiras e que pode causar urticárias, queimaduras e até alergias mais graves em quem é propenso a elas.

Esta é uma planta medicinal nativa dos bosques europeus, que gosta de áreas mais úmidas e escuras, nascendo por debaixo de arbustos, em cantos de muros, junto a cercas, nos mesmos lugares preferidos da urtiga comum, a Urtica dioica.

Seu uso medicinal está descrito desde, pelo menos, o século XVII, por Nicholas Culpeper, um dos maiores herbolistas da história da humanidade, que a compara favoravelmente com a urtiga branca comum.

A urtiga amarela é abundante em terras portuguesas e, no Brasil pode ser encontrada cultivada como bordadura de jardins - sua folhagem exótica e floração exuberante fazem desta espécie uma das preferidas na composição de cores.

E, como toda urtiga que se preze, está é uma planta agressiva, invasora, que se reproduz facilmente tanto por sementes maduras quanto por ramas e pedaços de raiz. Caso você pretenda plantar urtiga amarela em seu jardim saiba que ela tomará conta dos cantos de sombra, com toda certeza.

Recomendações de uso medicinal da urtiga amarela

  • problemas uterinos e menstruais
  • desintoxicação hepática e renal
  • insônia nervosa
  • retenção hídrica
  • indigestão
  • erupções de pele, úlceras e varizes
  • catarro da bexiga e infecção urinária
  • feridas em cicatrização

Folhas e flores, como se usam

A melhor parte desta planta, para fins medicinais, são as folhas e flores. O seu uso mais comum é em chá - infusão fresca - que ajuda em diversas dolências uterinas e menstruais.

Seu chá também é indicado, na medicina popular européia de diversos países, como purificador do sangue, para o combater insônia nervosa e diversos males que afetam, especialmente, as mulheres, desde a adolescência.

Outro uso muito interessante do infuso de urtiga amarela é indicado para problemas renais, urinários e hidropsia.

As flores e as folhas de urtiga amarela são utilizadas contra males parecidos, especialmente contra retenção de urina, dores e ardência ao urinar, graves doenças dos rins e hidropisia que é o acúmulo de fluidos (líquido) no corpo.

Já o chá das flores é indicado para tratar indigestão, escrofulose e erupções da pele.

Úlceras e varizes são beneficiadas com o uso de compressas umedecidas, em uso tópico.

Para as pessoas mais idosas, é comum sua indicação nos casos de espasmo e catarro da bexiga ou nefrite. Neste caso é indicado o banho de assento com o chá de folhas e flores da urtiga amarela

Mas, na medicina antiga europeia também existia o uso das folhas de urtiga maceradas para serem colocadas como compressa sobre ferimentos abertos - essa técnica chama-se cataplasma de folhas - para apressar a cicatrização. Neste caso só devem ser usadas folhas frescas, perfeitamente limpas, maceradas em pilão de pedra ou almofariz, e trocadas várias vezes por dia.

Medicinal por quê?

Na urtiga amarela se reconhecem as seguintes propriedades terapêuticas: espasmolítica, depurativa, tônica, adstringente, cicatrizante, diurética, vasoconstritora e expectorante.

Na alimentação

Na alimentação podem ser usadas as folhas e brotos novos assim como as flores jovens, em pratos refogados, cozidos ou mesmo cruas apesar de que, quando maceradas, seu aroma não é dos mais famosos sendo até bastante fedida (o nome galeobdolon indica “cheiro ruim de doninha”, imagine só!).

Urtiga é planta rica em…

Esta é uma planta rica em ferro de fácil assimilação pelo nosso organismo e em fibras vegetais de boa qualidade.

Doses básicas para uso medicinal da urtiga amarela

Chá para beber - 1 colher de chá de erva fresca em uma xícara de água fervente.

Compressas - preparar uma infusão com 3 colheres de chá de erva fresca para cada xícara de água fervente

Banhos de assentos - meio balde de ervas frescas ou 100 gr de erva seca para 2 litros de água fervente. Abafar e deixar repousar até 10 minutos. Diluir, após coar, na banheira, na tina ou na bacia, para fazer o banho de assento. Essa infusão forte poderá ser usada por uma segunda vez após aquecimento.

Leia mais sobre urtigas e seus usos:

setaURTIGAS VÁRIAS, DE COMER, UMAS QUEIMAM, OUTRAS NÃO

setaURTIGA: TODOS OS BENEFÍCIOS, COMO USAR NA COZINHA E NA CURA

setaURTIGA-BRANCA: PROPRIEDADES MEDICINAIS E COMO USAR

Foto capa: remediodaterra.com.br