©TV Cultura/Youtube

Horta comunitária em Paraisópolis: uma ajuda aos moradores desempregados

Moradores da favela Paraisópolis, em São Paulo, inauguraram uma horta comunitária para ajudar na alimentação das famílias.

Muitos deles são trabalhadores informais e autônomos, mas que por conta da pandemia do coronavírus perderam sua única fonte de renda. Com isso, ficou ainda mais difícil colocar a comida na mesa da família.

Pensando nisso, a ONG Stop Hunger, presente no Brasil e em mais de 60 países com o intuito de acabar com a fome, idealizou o projeto que ficou conhecido como “Agro-favela-refazenda“.

Trata-se de uma horta comunitária de 900 metros quadrados com 1800 mudas variadas, incluindo alface, manjericão, pimentão e salsinha.

Segundo informações da TV Cultura, são mais de 100 mil moradores na região do Paraisópolis, dos quais 16 mil estão desempregados.

O projeto Agro-favela-refazenda veio justamente para com o intuito de suprir a falta de alimento nessas famílias, além de garantir uma alimentação muito mais saudável e orgânica para todos.

Veja o vídeo da reportagem completa:

Talvez te interesse ler também:

Hortoterapia: cultivando a cura através do plantio!

Aos 9 anos, preocupada com a fome no mundo, essa menina distribui alimentos de sua horta

Para o controle de pragas, prefeitura de Belo Horizonte doa joaninhas para hortas e jardins

Sobre Eliane A Oliveira

Eliane A Oliveira
Formada em Administração de Empresas e apaixonada pela arte de escrever, criou o blog Metamorfose Ambulante e escreve para GreenMe desde 2018.

Veja Também

Museu etnobotânico: plantas contarão histórias e práticas de religiões africanas

O Jardim Botânico de Salvador (BA) vai passar a contar com um acervo especial: um …