Cães mais inteligentes que gatos? Veja o que revela uma nova pesquisa

  • atualizado: 
Cães x gatos

Na eterna dicotomia entre cães e gatos, uma nova pesquisa colocaria os cães em um degrau mais alto. Mas, mesmo assim, não é certo que eles sejam mais inteligentes! Desta vez, o assunto da pesquisa é o número de neurônios no córtex cerebral dos animais que desempenha funções cognitivas mais complexas. Os resultados? Vejamos agora.

Um estudo publicado na revista Frontiers in Neuroanatomy conduzido por um grupo de pesquisa internacional liderado pela Vanderbilt University no Tennessee, comparou diferentes espécies de carnívoros para ver a relação entre o número de neurônios e o tamanho do cérebro deles. E os cães teriam duas vezes mais neurônios que os gatos.

Suzana Herculano-Houzel, psicóloga e bióloga da Vanderbilt University, e seus colaboradores desenvolveram um método para calcular o número de neurônios corticais no cérebro de 8 espécies de carnívoros domésticos e selvagens, incluindo cães e gatos. Os pesquisadores analisaram os cérebros de furões, mangustos, guaxinins, gatos, cachorros, hienas, leões e ursos pardos: todos pertencem à ordem dos carnívoros, que abrange mamíferos com dentes e garras que lhes permitem comer outras criaturas. O grupo foi escolhido porque tem uma ampla gama de tamanhos de cérebro e inclui espécies domésticas e selvagens. 

Assim, surgiu que o cão tem uma média de 530 milhões de neurônios no córtex, em comparação com 250 milhões nos gatos.

Esta é a lista precisa:

  • Humanos - 16 bilhões
  • Gorilas - 8/9 bilhões
  • Chimpanzés - 6/7 bilhões
  • Elefante africano - 5,6 bilhões
  • Golden retriever - 627 milhões
  • Leão - 500 milhões
  • Hiena - 495 milhões
  • Cão pequeno / vira-lata - 429 milhões
  • Guaxinim - 348 milhões
  • Gato - 250 milhões
  • Urso-pardo - 251 milhões
  • Mangusta - 116 milhões
  • Furão - 39 milhões

"Eu acredito que o número absoluto de neurônios que um animal tem, especialmente no córtex cerebral, determina a riqueza do seu estado mental interno e sua capacidade de prever o que acontecerá em seu ambiente com base na experiência passada", explica a Dr. Suzana Herculano-Houzel.

Na verdade, descobriu-se que muitos animais com cérebros maiores têm um número menor de neurônios. Por exemplo, o cérebro de um golden retriever tem mais neurônios do que o de uma hiena, leão ou urso-pardo, mesmo que esses animais tenham um cérebro até três vezes maiores. E um urso-pardo tinha uma série de neurônios semelhantes aos do gato, mesmo que ele tenha um cérebro 10 vezes maior, sugerindo que os gatos são tão inteligentes quanto os ursos, mesmo que não sejam tão inteligentes como os cães. 

cerebros animais

Dito isto, ao que parece, os cães têm a "capacidade biológica de fazer coisas mais complexas e articuladas do que os gatos". Provável e possível. Mas, então, isso significa que os cães são mais "inteligentes"?

Celia Haddon, uma comportamentista de gato e autora do livro "100 maneiras para um gato treinar seus humanos" afirma que os gatos podem ter menos neurônios que os cães porque não são sociais. "Uma razão pela qual os cães poderiam ter mais neurônios no cérebro do que os gatos podem ser porque são animais sociais", explica. Eles são descendentes de lobos que caçam em grupos e, portanto, precisam de um comportamento complexo para cooperarem uns com os outros. Isso também os ajuda a cooperar com os seres humanos, por isso temos cães-guia, cães de pesquisa médica e assim por diante".

Em contraste, os gatos não têm esses comportamentos porque caçam sozinhos e podem, e muitas vezes vivem, sozinhos. E então, Haddon diz: "pode-se dizer que eles são mais inteligentes do que os cachorros, porque eles só comem alimentos para gatos e não precisam fazer nada em troca".

Qual é a verdade então?

Provavelmente a verdade não existe, por causa da eterna rivalidade entre donos de cães e donos de gatos, a maioria daqueles que preferem cães provavelmente irão dizer que os cães são intelectualmente superiores aos gatos, e vice-versa.

Mas vamos combinar que cada um com sua inteligência. Assim como os humanos, cada pessoa tem seus pontos fortes e fracos. A inteligência não pode ser medida apenas com a matemática ou com o adestramento. O que vocês acham?

Sobre inteligência (s) leia também:

QUE TIPO DE INTELIGÊNCIA VOCÊ TEM? A TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS DE GARDNER