Como proteger seu pet do frio

pet proteger frio

O inverno chegou oficialmente no Brasil no último dia 21 e, enquanto aguardamos o verdadeiro frio chegar, vamos nos informando sobre como cuidar dos nossos melhores amigos durante a época mais fria do ano. Para isso, nos ajuda a médica veterinária Julia Florios a tirar as nossas dúvidas mais comuns. Confira:

Muita gente acha frescura roupinha para cachorro, enquanto outras exageram e tem um verdadeiro guarda-roupa para os pets. No inverno é necessário agasalhar o animal? Quais são as raças mais friorentas?

Os cães e gatos têm sua proteção natural, que são os pelos. Claro que alguns sentem mais frio que outros, como por exemplo cães com pelagem longa ou habituados com temperaturas mais baixas (Husky Siberiano, São Bernardo, Chow Chow), resistem melhor ao frio. Cães idosos, pequenos ou com pelagem curta (Pincher, Pelado Mexicano), tendem a sentir mais frio durante o inverno. Ultimamente temos muitas opções de roupas para PET, algumas são apenas "bonitas" e não necessariamente quentes. Colocar ou não roupinha no pet vai do gosto do tutor. O importante é mantê-lo sempre em local seguro e protegido do frio, vento e chuva, e se realmente esfriar demais, um cobertor e uma caminha o fará muito feliz!

Cachorros e gatos ficam resfriados?

Sim! Cães e gatos podem ficar doentes no inverno. Os pets podem apresentar sintomas parecidos com o resfriado que acomete nós, os humanos. Uma das doenças mais comuns é a Tosse dos Canis, que pode evoluir para uma pneumonia se não tratada corretamente.

Quais são os sintomas e é possível improvisar alguma cura natural?

Os sintomas serão: tosse, espirros, secreção nasal, febre, apatia e falta de apetite.

O ideal é que os tutores previnam as doenças respiratórias fazendo a vacinação anual do seu pet.

Algumas ervas como a hortelã e alimentos como o mel, são indicados em casos de congestão nasal, garganta irritada e tosse. Vitamina C também ajuda no aumento da imunidade, e consequentemente na melhora dos sintomas. Mas o ideal é que um médico veterinário seja consultado antes de qualquer tipo de tratamento. Muitos casos não são curados com fitoterapia e necessitam de tratamento alopático.

É necessário evitar expor o animal ao frio, vento e chuvas neste periodo?

Sim, é importante mantê-los em local seco, com cobertura para se proteger de chuva e do vento, mas não só no inverno como em qualquer estação do ano, pois o excesso de calor e sol também prejudica os animais.

Quem tem animal fora, deveria colocá-lo pra dentro de casa nas noites mais frias?

Se o animalzinho tem sua casinha/caminha em um local coberto, onde ele já está habituado, não é necessário que ele fique dentro de casa, a não ser que o tutor permita esse hábito diário.

Quais cuidados em geral você recomendaria?

Não é recomendado que seja feito tosas nesse período do ano, a não ser que o animal esteja em tratamento para doença dermatológica e que a tosa seja indicada pelo médico veterinário. Diminuir a frequência de banhos principalmente nos dias mais frios. Se o banho for realmente necessário, faze-lo com agua morna e após o banho, seca-lo para que não fique úmido. Evitar passeios quando a temperatura estiver mais baixa. Mante-lo sempre em local seguro de ventos e chuvas. Vaciná-los anualmente.

Leia também: Como se preparar para o inverno