Chá de Talos de Aspargo - Desintoxicante Ótimo para os Rins

  • atualizado: 
aspargos

Quem estuda os bons efeitos dos mais variados chás de ervas descobre coisas muito diferentes - nunca tinha imaginado usar os talos duros de aspargos verdes como chá depurativo. Mas, pelo visto, esse chá é especialmente bom para aqueles que têm dificuldades renais, problemas dolorosos e que derivam da função depurativa dos rins não ser completa.

Os aspargos verdes têm um talos duros que a gente costuma jogar no lixo, ou na composteira, por serem de difícil digestibilidade mas, como toda a planta, são ricos em nutrientes importantes para o nosso organismo.

A espécie Asparagus officinalis tem sete variedades, todas comestíveis e boas fontes de substâncias nutritivas, minerais e vitaminas. Esta é uma planta considerada “alimento funcional” pela quantidade de inulina que produz e, com funções probióticas e prebióticas, sendo portanto, um bom aporte para a nossa saúde quando podemos consumí-la. Claro que estou falando do aspargo verde (mesmo que seja rosa, roxo ou até branco), fresco.

O que se usa do aspargo?

Cada parte do aspargo tem sua utilidade: os talos verdes podem ser usados em saladas, sopas, risotos, refogados ou fazer chá (aliás, você pode fazer o chá primeiro pois, sempre é preciso cozinhar os talos para que fiquem mais macios e, com as sementes, torradas, se pode fazer uma bebida semelhante ao café.

A planta do aspargo pode crescer até 1 metro de altura, o que compramos na feira e usamos são os rebentos, brotos, pequenos. Mas, caso você plante aspargos no seu jardim, terá a planta completa ao fim de 3 anos e deverá cortar, para seu uso, só os brotos que precisar pois, estes não duram mais de 3 dias na geladeira.

A planta aspargo

aaspargo planta

Talos verdes de aspargos

A parte de cima (lado esquerdo) é mais tênue, e a de baixo (à direita da foto) é mais dura e geralmente se joga fora.

aspargo talo

O que tem de bom nos aspargos?

Aspargos são ricos em

  • carboidratos,
  • proteínas,
  • fibras,
  • betacarotenos,
  • flavonoides,
  • fitosteróis,
  • aminoácidos,
  • ácidos,
  • saponinas,
  • minerais e
  • vitaminas diversas.

Das vitaminas que o aspargo têm são abundantes as vitaminas A, C, E, B1, B2 y B3.

E entre os sais minerais, o sódio, cálcio, fósforo, zinco, ferro, magnésio, manganês, potássio e alumínio.

Mas, aspargos também são ricos em aminoácido asparagina, antioxidante glutationa e ácido asparagúsico cuja combinação entre todos esses nutrientes e compostos confere a esta planta ação diurética, diaforética, antibiótica, sedativa, antiespasmódica, depurativa e laxativa.

O chá de talo de aspargos

O chá de talo de aspargos, água do cozimento dos mesmos antes de usá-los para a culinária, tem um forte efeito diurético e depurativo sendo bastante utilizado em caso de mau funcionamento dos rins e problemas urinários. Essas duas funções combinadas permite o reequilíbrio das funções renais, a desintoxicação do organismo e, de certa maneira, até a desinfecção dos canais renais e urinários.

Também é bem indicado o chá de aspargos entre as refeições pois, seu consumo, refrescante e de sabor peculiar (algo como pimenta doce), dá sensação de saciedade aliado a poucas calorias sendo muito adequado como coadjuvante de dietas de redução de peso. O aspargo já é uma planta de baixíssimo teor calórico - 100 gr aportam só 26 calorías.

Fazer o chá de aspargos - Como?

Você pode usar os talos que vai refogar ou usar para saladas, deixando-os ferver por 5 minutos após o que, coe o chá, use os talos e tome seu chá de aspargos quando sentir vontade.

Ou também poderá usar os talos secos da planta que você tem na horta - corte-os em pedaços pequenos antes de colocar para ferver. Guarde em geladeira.

Leia também nosso artigo sobre ASPARGOS - CURATIVOS E MUITO FÁCEIS DE SE PLANTAR

Quanto beber -indicações e dose

A indicação é de que se pode beber até 2 xícaras deste chá, ao dia, antes de cada refeição principal, para preparar o organismo para uma melhor digestão e assimilação de nutrientes.

Não beba chá de aspargos em excesso pois sua ação laxante e diurética ficará potencializada se tornando um incômodo e até um mal para o seu organismo.

O aspargo-trigueiro

Um tipo de aspargo que não entra no circuito comercial é o aspargo-trigueiro ou Asparagus acutifolius, nativo da Bacia do Mediterrâneo, abundante na Itália, França, Espanha, Grécia e, apesar da distância, na Costa Rica.

Seu uso medicinal e culinário é difundido nas culturas populares regionais com indicações semelhantes às comprovadas para o Asparagus officinalis.

Um estudo interessante da Universidade de La Rioja fala sobre as propriedades bioativas desta planta e investiga seu uso medicinal como diurético e desintoxicante (leia aqui).

Existem muitas plantas no gênero Asparagus mas, recomendo que você se atenha ao uso alimentar e culinário somente das variedades de Aspargus officinalis, para sua segurança pois, muitas não foram estudadas quanto a sua composição tóxica possível.

Leia abaixo sobre usos do aspargo, para limpar o sistema circulatório e chapar a barriga mesmo com os deliciosos espetinhos da nossa receita:

seta

14 ALIMENTOS LIMPADORES DO SISTEMA CIRCULATÓRIO

setaPARA TER A BARRIGA CHAPADA, COMA CERTO!

seta12 RECEITAS DE ESPETINHO VEGETARIANO PARA O CHURRASCO