Como poupar energia usando o computador conscientemente

Como poupar energia usando o computador

O computador, de um tempo para cá, vem sendo uma importante ferramenta do nosso dia-a-dia. Já paramos para pensar sobre o impacto que ele pode causar ao meio ambiente?

Segundo uma pesquisa feita pela empresa de consultoria Gartner Group, a área de TI (tecnologia da informação) já é responsável por 2% de todas as emissões de CO2 na atmosfera, e o estudo alerta que essas emissões tendem a crescer de 5% a 10% ao ano.

Se analisarmos caso a caso, vemos que um computador doméstico consome pouca energia se comparado ao gasto total de uma casa, mas se comparado a enorme quantidade de computadores espalhados pelas casas do Brasil e do mundo, a conta muda de figura. Na última pesquisa realizada em 2013 pela FGV, foi constatada uma média de 3 computadores para cada 5 habitantes brasileiros, ou seja, são 118 milhões de computadores em uso no Brasil, e estima-se que até 2016 haja 200 milhões de computadores, o equivalente a um computador por pessoa.

Para que possamos usá-los sem peso na consciência, Green.Me preparou algumas dicas simples que ajudam a economizar energia, dinheiro e aumentam a vida útil do computador.

* Use-o de forma racional: use mas não abuse, lembre-se que o gases, que para ser produzida emite gases de efeito estufa e contribui para o aquecimento global, por isso uma das formas de contribuir para o combate à mudança climática é usar, mas não abusar. Se a máquina for ficar mais de uma hora sem uso, desligue-a.

* Configure seu computador para economizar energia: regule o brilho da tela, tempo para a máquina entrar em modo de espera ou hibernação e esquemas de consumo de energia.

* Desligue os dispositivos que não estão em uso: quando dispositivos como impressora, scanner, sistemas de auto falantes e HD externos não estiverem em uso, desligue-os e poupe energia.

* Desligue o monitor: quando for dar uma pausa, sair para beber uma água, descansar uns minutos ou atender o telefone, desligue o monitor, os monitores LCD consomem menos energia que os modelos mais antigos, mas ainda assim é possível economizar mais se desligados quando não estiverem em uso.

* Conserte em vez de trocar: repense antes de comprar uma nova máquina, se a necessidade da troca for apenas um “deslumbre” por alguma novidade tecnológica vale lembrar que o bom computador é aquele que atende às suas reais necessidades e não aquele que a publicidade afirma ser o melhor. Leve em consideração, também, o que se gasta para fabricar um computador (1.500 litros de água, 1, quilos de combustíveis fósseis e substancias químicas, energia e muito mais).

* Se for trocar: pesquise os aparelhos antes de comprar e prefira os mais econômicos e eficientes energeticamente. Procure, também, conhecer o processo de fabricação dos computadores, dando maior preferência àqueles que tiveram uma produção de menor impacto negativo na sociedade e no meio ambiente.

* Doe seu computador velho: se estiver mesmo decidido a comprar um novo, doe o velho, assim você garante que as matérias-primas, a água, o combustível e a eletricidade gastos na fabricação do seu antigo companheiro não terminem no lixo. Se não tiver para quem doar, uma boa opção são as entidades que recolhem e reaproveitam as máquinas ou parte delas e de seus componentes.

Fonte fotos: freeimages.com