Em Belo Horizonte, por lei, todos os prédios deverão reaproveitar água

  • atualizado: 

foto

Vereadores da Câmara Municipal de Belo Horizonte promulgaram uma nova lei contra os desperdícios de um dos recursos naturais mais importantes, a água.

Todos os novos prédios da cidade serão, a partir de agora, obrigados a terem uma forma de recuperação das “águas cinzas” – estas são as águas usadas em pias, chuveiros e máquinas de lavar.

As águas cinzas deverão ser canalizadas, tratadas por filtragem e posteriormente bombeadas para outro tanque a partir do qual serão reaproveitadas para lavagem de áreas abertas – irrigação de jardins, lavagens de pátio, de carros, garagem e descarga nos vasos sanitários.

A água cinza corresponde a cerca de 50 a 80% do volume total que vai para o esgoto, o que corresponde a uma significativa economia tanto de água quanto dos valores a serem dispendidos pelos habitantes.

A medida é obrigatória para prédios públicos ou privados, industriais, habitacionais ou comerciais, que tenham um consumo de mais de 20 mil litros de água por dia.

O custo de implantação de uma alternativa deste tipo não é significativo para empreendimentos de grande porte como os visados na medida legal.

Fantástico!

Leia também:

ÁGUA DO COZIMENTO DOS ALIMENTOS: REAPROVEITE!

REUTILIZAR 90% DA ÁGUA DO BANHO COM UM SISTEMA SUPER SIMPLES

ÁGUA VIRTUAL: UMA DAS GRANDES EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS

FALTA DE ÁGUA EM SP: TRAGÉDIA ANUNCIADA HÁ 20 ANOS

O DESPERDÍCIO DE ÁGUA NOS DIAS DE HOJE

Fonte foto: freeimages.com