Modernas e sustentáveis moradias estudantis

Modernas e sustentáveis moradias estudantis

Como lidar com a escassez de moradia estudantil? Em Joanesburgo, na África do Sul, esta pergunta foi respondida pelos designers da Citiq Property, dando início a uma nova era de apartamentos inovadores, super eficientes e feitos de materiais abandonados, como os containers.

Assim foram feitos 4 andares de alojamento, feitos de coloridos containers de transporte de mercadorias, instalados em dois antigos silos de cereais, oferecendo a centenas de estudantes universitários locais de qualidade para se viver e com preços bons​​. Segundo dados oficiais, cerca de metade de todos os estudantes universitários na África do Sul abandonam a universidade sem um diploma. Citiq espera reduzir esse número, proporcionando alojamento seguro, confortável e acessível a estes estudantes.

A Mill Junction Project, este é o nome da estrutura, pode acomodar até 400 alunos. Possui cozinha comunitária, wifi, áreas de estudo, um ginásio e diversos locais para recreação. O telhado, de onde se obtém uma vista incrível da cidade, foi equipado com grama artificial e um gazebo, tornando-se um convidativo espaço social para os jovens.

Este não é apenas um desenho urbano inovador, foi pensado também para o bolso. A Mill Junction oferece um baixo consumo de energia, graças a uma série de precauções, tais como janelas e portas com vidros duplos e iluminação com sensores de movimento. Estes recursos reduzem o consumo de energia em 50% com relação a um prédio convencional.

"Fornecendo alojamento de qualidade para os alunos em uma boa localização e construindo tudo do zero, podemos fornecer a infraestrutura eficiente, que reduz o consumo de água e energia elétrica e, consequentemente, o custo do funcionamento de uma casa para estudantes", disse Paul Lapham, CEO da Citiq.

A reação da comunidade tem sido muito positiva, talvez porque a reutilização dessas estruturas ofereça um aspecto artístico e eclético que agrada às pessoas que queiram estabelecer a própria individualidade. É esta a abordagem de desenvolvimento alternativo aos métodos tradicionais de construção, com tijolos e argamassas, que guiaram o projeto do apartamento-container instalado sobre os antigos silos.

Fonte foto: Designboom Architecture