Reutilizar 90% da água do banho com um sistema super simples

Reutilizar 90% da água do banho

O mês de fevereiro nem acabou e já teve mais chuva do que sua média histórica, o que trouxe um pouco de alívio para o povo do Sudeste e suas autoridades responsáveis pelo abastecimento de água. No entanto, estamos muito distantes de uma situação de tranquilidade total, e ideias que possam ajudar a reduzir o consumo diário de água são muito bem-vindas. É o caso do designer húngaro Alberto Vasquez, que desenvolveu um sistema muito simples, porém extremamente eficaz naquilo que propõe, o reaproveitamento de água.

Quando se fala de desperdício de água em área doméstica, poucas coisas se igualam ou superam o chuveiro. Cinco minutos de banho é o suficiente para gastar entre 15 e 45 litros de água – dependendo da intensidade da ducha – cuja maior parte vai para o ralo e se perde, salvo um ou dois baldes de água que os poupadores retêm para o reuso.

Mas não é assim o banho que o designer Vasquez toma. Com sua técnica, até 90% da água do banho pode ser reutilizada em outras ações como a descarga do banheiro e na limpeza do quintal.

Chamada de “Gris”, o invento é formado por uma plataforma antiderrapante (para evitar acidentes na área lisa do chuveiro) e composto por quatro reservatórios interligados que se inclinam para o centro de maneira muito sutil, onde as entradas permitem o escoamento da água, que será acumulada em seu interior.

Cada um dos reservatórios comporta até dez litros de água (exatamente o mesmo que um balde comum comporta), ou seja, o Gris pode guardar até 40 litros de água de reuso por banho tomado. Como um banho rápido pode gastar até 45 litros, isso significaria aproveitar toda ou até 90% d’água.

Ao se encherem, é possível desconectar os reservatórios para recolher a água a ser reutilizada e preparar o Gris para o próximo banho.

Tomando banho

Sistema Gris

Sistema Gris - detalhe

Reutilizando a água Gris

Surgido na intenção de Vasquez de ajudar a combater a falta d’água enfrentada por comunidades na Colômbia, região em que sua mãe nasceu e em que passou parte da infância, o Gris foi feito ainda em seus tempos de faculdade: "O Gris é resultado de um trabalho de dois anos que fiz durante minha faculdade", disse o inventor.

Em tempos de preocupação mundial com a estiagem, desde que surgiu em 2014, o Gris já recebeu dois prêmios internacionais, o iF Design Awards e o A’Design Award e vários pedidos de pessoas que desejam adquirir um exemplar.

"Recebo de 40 a 50 e-mails por dia de pessoas que querem comprá-lo porque enfrentam problemas de água em seus países", afirma Vasquez.

O designer procura parceiros para produzir e comercializar em larga escala o invento e pretende vendê-lo por um preço entre 20 e 40 dólares.

Leia também:

Economizar água e energia: um prêmio para as melhores propostas

Como economizar água em casa: conselhos de especialistas

Fonte fotos: igendesign.co