Fortaleza, a 1ª cidade brasileira com rede de transporte público não poluente

Fortaleza, a 1ª cidade brasileira com rede de transporte público não poluente

Chega de poluição de ónibus movidos a diesel no Ceará. Pelo menos esse é o projeto do governo desse estado.

Como informou o Diário do Nordeste, o Governo Estadual cearense acabou de assinar um Memorando de Entendimento para implantar o uso de veículos para transporte público movidos a hidrogênio verde.

A empresa espanhola Neoenergia será a responsável pela implementação do projeto chamado “Corredor Verde” e Fortaleza será a primeira cidade a usar a tecnologia de ônibus fuel cell, tendo à sua disposição 18 pontos de abastecimento de energia limpa.

Posteriormente, o projeto deverá ser ampliado para 70 municípios nordestinos, incluindo 6 capitais.

 “Hidrogênio verde é a energia do futuro, e esse projeto da Neoenergia é uma ideia pioneira, movida a hidrogênio verde, e faz parte da construção mundial das energias renováveis, e que faremos parte da descarbonização do planeta”, afirmou o governador do estado Camilo Santana em live na segunda-feira (20).

O que é hidrogênio verde?

O hidrogênio verde (H2V) é uma tecnologia baseada na geração de hidrogênio (um combustível universal) obtido através da eletrólise da água (uma fonte livre de carbono), usando fontes renováveis de energia como as energias hidrelétrica, eólica, solar, biogás etc.

A tecnologia utiliza a corrente elétrica para separar o hidrogênio do oxigênio que existe na água, e é considerado verde por usar fontes renováveis de energia nessa operação.

É considerado o pilar da transformação energética mundial, mas há críticas e algumas dúvidas sobre a sua viabilidade, considerando o seu alto custo de produção.

Isso porque os equipamentos usados para realizar esta eletrólise são caros e o processo não é, ainda, totalmente eficiente pois, embora o hidrogênio líquido verde seja zero emissão de carbono, quando queimado em atmosfera aberta, ele libera uma pequena quantidade de óxido nitroso, um potente gás de efeito estufa, como explica a CNN.

Mesmo assim, rumo à descarbonização do planeta, o hidrogênio verde vem sendo uma ótima alternativa para abastecer veículos de grande porte como ônibus, navios e até aviões.

Já de não ter que respirar aquela fumaça cinza do tráfego das grandes cidades, tá bom! Parabéns Ceará!

Talvez te interesse ler também:

Air France voa da França ao Canadá usando óleo de cozinha como combustível

Objetivo zero emissões: Reino Unido lança trem movido a hidrogênio

Táxis voadores para acabar com o tráfego urbano: a previsão para 2025

Na Suécia, a primeira smart road do mundo: elétrica onde os veículos recarregam sozinhos

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *