Conheça um aplicativo para a carona solidária

Conheça um aplicativo para a carona solidária

Sim, o transporte público ainda é o mais utilizado pelas pessoas na grandes cidades, incluindo São Paulo. Mas o problema é que os deslocamentos de carro, moto e táxi subiram 21% entre os anos de 2007 e 2012, enquanto que as viagens de metrô, ônibus e trem apenas 16%. Isso demonstra um claro cenário em que, apesar do aumento do sistema sobre trilhos (mais de 70 quilômetros e promessa de novas linhas de metrô para breve, e mais de 260 quilômetros para os trens da CPTM no estado inteiro), a dependência excessiva sobre veículos continua, uma direção completamente contrária do que as grandes metrópoles precisam para um crescimento sustentável. Detalhe, a maioria dos carros carrega uma pessoa apenas: o motorista. E foi exatamente este fato que fez o analista de sistemas, Márcio Batista criar o aplicativo Carona Solidária.

Márcio relata o que percebeu ao olhar para o estacionamento da universidade em que estuda: "Sempre andando a pé ou de ônibus e observando os estacionamentos lotados e a grande maioria dos veículos com apenas uma pessoa, porque elas não tinham a cultura da carona, o que me deixava incomodado."

Não que não existissem outros sistemas de carona, mas, segundo Márcio, eles não ofereciam uma eficiência satisfatória para o processo, e em nada mudou a rotina das pessoas. Márcio quis um aplicativo que funcionasse em tempo real, diferente dos aplicativos feitos anteriormente, algo semelhante aos aplicativos de táxi, cada vez mais populares, mas para caronas.

Quando a ideia de Márcio, em conjunto com outros alunos de sistemas, se mostrou possível, os estudantes mostraram o aplicativo para o idealizador do nome e do projeto, Carona Solidária, o coordenador do projeto e do grupo de Pesquisa, Comportamento em Transporte e Novas Tecnologias da Universidade de Brasília, o professor Willy Gonzalez Taco, adorou a ideia, estabelecendo uma parceira com os alunos e colocando o aplicativo oficialmente dentro do projeto Carona Solidária, que chegou a afirmar que o aplicativo pode se tornar a “solução para a problemática da mobilidade".

A partir deste momento o projeto ganhou muito mais corpo, com a integração dos alunos de sistemas, dos outros participantes do projeto e do professor Taco.

Uma das grandes questões do aplicativo envolve a segurança, classificado como um ponto chave do projeto. Márcio afirma que foi feita uma pesquisa informal na universidade, na qual 40% dos entrevistados que se diziam adeptos as caronas, relataram problemas com a segurança.

Márcio responde que o aplicativo fornecerá o máximo de informações sobre os caronas. Acessando o Carona Solidária por meio da rede social, Facebook, mostrando fotos e informações. Claro que isso ainda não resolve, mas já ajuda.

Outra medida maior é a criação de um sistema de avaliação feita pelos próprios usuários, ou seja, ao final de uma carona, o motorista poderá avaliar o seu passageiro e atribuir uma nota e comentário sobre a pessoa. O mesmo vale para o carona. A ideia com isso é criar um relatório fornecendo uma ficha completa sobre as pessoas que utilizarem o Carona Solidária, diminuindo os riscos com a segurança.

O aplicativo ainda é um protótipo, mas já tem página na internet.

Basta clicar aqui e entrar em Carona Solidária para conhecer este programa inovador.

Leia também: Ideias verdes que funcionam com o carro: condivida, compartilhe, pegue carona...

Fonte foto: wikipedia.org