Esta empresa paga de 5 a 10 dólares por dia para seus funcionários irem de bici ao trabalho

  • atualizado: 
Bike Nova Zelândia

Abandonar o carro e usar apenas a bicicleta para ir ao trabalho. Para incentivar os seus funcionários a preferirem a bike ao poluente automóvel, a agência de publicidade Make Collective na Nova Zelândia decidiu pagar os trabalhadores.

Não é a primeira vez que isso acontece. Iniciativas semelhantes foram lançadas na Itália e na França, mas a empresa de Christchurch oferece cash, dinheiro vivo, para aqueles que escolhem a bicicleta para ir ao trabalho todos os dias. O objetivo é claro: poluir menos, reduzir o tráfego e ter cidades mais habitáveis.

Os funcionários que vêm e vão do trabalho de bicicleta receberão uma soma significativa: 5 dólares por dia. Não só isso. Se o trabalhador cumprir esse hábito consistentemente durante pelo menos seis meses, o valor será duplicado e dado como um bônus no final do ano.

O aumento da cifra é claramente estratégico: a duplicação após os primeiros seis meses é um convite para mudar de hábito e não para usar a bicicleta de vez em quando, e sim, todos os dias.

"Por um tempo, pensei que seria bom incentivar o ciclismo de alguma forma, eu sou um ciclista apaixonado e o dinheiro é claramente o incentivo mais óbvio", disse Tim Chesney, da agência de publicidade Make Collective.

A iniciativa foi bem-vinda pelos trabalhadores. Elliot Gilmore, um dos funcionários, disse que, no início, achou difícil ir trabalhar de bicicleta, mas depois, impulsionado pelo desejo de fazer disso uma coisa normal, agora vê vantagens tanto para o bolso como para a saúde.

A iniciativa foi lançada na semana passada após meses de reflexão sobre a melhor forma de torná-la apreciável pelos trabalhadores.

"Está sendo ótimo até agora, posso andar pelo Hagley Park e ver as pessoas que alimentam os patos, lêem livros e isso é muito diferente de esperar que as luzes mudem de cor durante a condução", disse Gilmore.

Deve-se dizer, no entanto, que a cidade de Christchurch tem mais ciclistas do que qualquer outro centro habitado da Nova Zelândia e possui 13 grandes ciclovias que atravessam a maior parte da cidade.

Julie Anne Genter, Ministra dos Transportes, anunciou recentemente que os investimentos para a construção de outras ciclovias serão de 150 milhões de dólares.

Que o exemplo se espalhe porque, se tem uma coisa que realmente vem deixando as cidades inabitáveis, é justamente a poluição do ar.

Interessante ver também:

VÍDEO MUITO LEGAL PROTAGONIZA CAMPANHA PARA DEIXAR O CARRO EM CASA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!