O inimigo invisível que devastou uma aldeia inteira na Amazônia

O inimigo invisível que devastou uma aldeia inteira na Amazônia

Um inimigo que chega invisível, te ataca e você não enxerga. De quem estamos falamos?

Do coronavírus na Amazônia.

Essa linda reportagem da BBC conta o que aconteceu em uma comunidade do Acre, perto da fronteira com o Peru, no coração da floresta amazônica.

A Covid-19 chegou em lugares remotos do país, atingindo em cheio populações extremamente vulneráveis como são os Huni Kuim.

Ninawa, líder dessa comunidade, conta que mais de 90% de sua população foi afetada pela Covid-19. Apenas uma família da aldeia não foi infectada.

Com sistema imunológico diferente, a taxa de mortalidade de qualquer gripezinha entre povos indígenas é muito alta (acredita-se que o coronavírus seja 150% mais fatal para os povos indígenas do que a média do país).

Vivendo em lugares remotos, que deveriam ser intactos na natureza plena, a Covid-19 poderia ter sido apenas uma notícia surreal para os povos nativos. Mas infelizmente o que se vê desde que o colonizador chegou por aqui, é destruição, genocídio e desrespeito aos povos da floresta.

Vejam a reportagem.

Esperamos que ela ajude as pessoas e os governos a entenderem a gravidade da situação, e que tenhamos como meta principal o respeito à natureza.

Afinal, muitos cientistas acreditam que esta pandemia seja exatamente um sintoma de doença, do próprio planeta Terra.

Talvez te interese ler também:

O maior genocídio de todos os tempos não foi o Holocausto, mas o dos povos indígenas

Racismo institucional e genocídio autorizado de indígenas. Petição #ForaGarimpoForaCovid

USP desenvolve teste de Covid rápido, barato e eficaz

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *