Maria, a mulher que tem 60 jacarés e chama cada um pelo nome. Vídeos

Maria, a mulher que tem 60 jacarés e chama cada um pelo nome. Vídeos

Você nunca imaginou que jacarés pudessem ser animais de estimação. E não são mesmo! Mas essa história é impressionante. Mostra como algumas pessoas conseguem se comunicar com animais, inclusive selvagens e “perigosos”.

Maria é uma moradora da cidade de Miranda, região do Pantanal, no Mato Grosso do Sul. No quintal de sua casa ela tem uma espécie de lagoa onde vivem jacarés alimentados por ela. Ela chama os bichinhos pelo nome (de jogadores de futebol: Tafarel, Felipão, Ronaldinho ) e dá ordens para eles pararem se eles se aproximam demais.

Parece que os animais entendem o que ela diz.

É lindo demais ver a dona Maria com a sua “cria”.

Conheça essa história de amor pelos animais e pela natureza. Lindeza!

Que a dona Maria tem um feeling com os bichos, isso se vê. E é mesmo muito lindo ver pessoas que são tão apaixonadas pela natureza, a ponto de não temerem “monstros” como estes.

Mas quem sabe, sabe. Os animais, por maiores e mais ferozes que sejam, só atacam se se sentem ameaçados. E os jacarés de Maria entenderam o amor dela por eles.

Mesmo assim, todo cuidado é pouco. Dada a grandeza destes animais que podem pesar toneladas, com aquelas bocas de dentes super afiados, até um simples carinho pode acabar mal.

O vídeo acima foi feito em 2019. Como será que a dona Maria está hoje em dia com a pandemia? Quem tiver notícias dela, pode falar.

Mais sobre a dona Maria dos Jacarés

Maria, Eurides Fátima Macena de Barros, começou a cuidar destes répteis nos anos 70 e, desde então, ela atrai turistas e locais, curiosos em ver como ela lida com seus jacarés domesticados.

Assim, ela ficou conhecida por Maria dos Jacarés.

Ela vive da renda do que vende na beira da rodovia onde mora, e a maior parte do que ganha é revertida para a compra de carne para os animais.

Além dos jacarés, ela também “cuida” de um tuiuiú, a ave símbolo do Pantanal, o qual ela alimenta com sobras de peixe.

Maria conta que começou a se comunicar com os jacarés por Deus. Ela conta que na primeira aparição de um dos répteis, o animal não a atacou.

“Um dia eu estava amamentando meu neném e apareceu o Bruto [o jacaré] e eu gritei. Parece que foi Deus que mandou. Tudo que eu falava, ele obedecia”, lembra.

Maria também conta chegou àquela localidade junto com seu marido que trabalhou na construção da ponte que se vê do quintal da casa dela. Naquela época havia muita matança de jacaré e Maria sentia muito pela morte dos animais.

No Youtube tem muito vídeo sobre ela. São coisas maravilhosas do nosso Brasil brasileiro.

Mas eu pergunto:

Alimentar animal selvagem é uma boa?

Na verdade, eu não sei se Maria faz bem ao alimentar esses bichos. Quem for veterinário aí que comente.

A minha impressão de leiga que sou é que, não obstante o amor e a dedicação demonstrados por Maria aos seus jacarés, o melhor é não intervir na natureza nem que seja para o bem dos animais.

Alimentar animais selvagens pode não ser uma boa ideia porque eles não são domesticáveis. Ou são?

Diga a tua opinião. Deixe seu comentário!

Talvez te interesse ler também:

Jacaré: simbologia, significado nos sonhos e importância na Vida

Vídeo chocante mostra jacarés amontoados em açude seco no Pantanal

Jacaré: Características, Alimentação e Curiosidades

Sucuri: a maior serpente brasileira. Essa e outras curiosidades sobre a Majestade dos Rios

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *