Trump confirma interesse em comprar a Groelândia da Dinamarca. Ideia é rechaçada pelos líderes dos dois países

O presidente dos Estados Unidos confirmou ontem (18) que considera a possibilidade de comprar a Groelândia da Dinamarca, embora o assunto não seja uma prioridade no momento.

“A Dinamarca é essencialmente a proprietária”, disse Donald Trump ao The Guardian. “Somos muito bons aliados da Dinamarca, protegemos a Dinamarca como protegemos grandes partes do mundo”.

O presidente americano afirmou, ainda, que a Groelândia prejudicava o país escandinavo, que estaria perdendo 700 milhões de dólares por ano “carregando-a”. Trump, no entanto, não esclareceu a fonte dessas informações.

Em entrevista ao jornal Sermitsiaq, a primeira ministra do país declarou que a Groenlândia não estava à venda e disse esperar que o assunto não seja levado à sério. À emissora de TV dinamarquesa DR, afirmou que se tratava de

“uma discussão absurda, e o [primeiro-ministro da Groenlândia] Kim Kielsen deixou claro que a Groenlândia não está à venda. É aí que a conversa termina”.

A polêmica começou no domingo mesmo, antes de Donald Trump falar com jornalistas, quando o assessor da Casa Branca para assuntos econômicos, Larry Kudlow, deu uma entrevista para a Fox News. O tema principal era o abalo na relação comercial dos Estados Unidos com a China e os receios de uma possível recessão, mas, em dado momento, a âncora Dana Perino fez menção ao interesse de Trump na compra da Groelândia. Kudlow respondeu que se tratava de um território estratégico e com “muitos minerais valiosos”, e lembrou a expertise de Trump no ramo imobiliário.

Cidadãos da Groelândia repudiaram a ideia:

“Você não pode simplesmente comprar uma ilha ou um povo. Isso parece algo da época da escravidão e do poder colonial”, declarou a groenlandesa Else Mathiesen à imprensa local.

Talvez te interesse ler também:

A CRISE CLIMÁTICA EM UMA IMAGEM: DEGELO ATÍPICO NA GROELÂNDIA IMPRESSIONA O MUNDO

PAÍSES INSULARES PEDEM SOCORRO. SOBREVIVÊNCIA EM RISCO

SOMMARØY, A ILHA NORUEGUESA QUE QUER SER DONA DO SEU TEMPO

greenMe.com.br é uma revista brasileira online, de informação e opinião Editada também na Itália como greenMe.it