Desastre ambiental: dejetos de lagoa de granja suína mata 1 tonelada de peixes e capivaras

Desastre ambiental: dejetos de lagoa de granja suína mata 1 tonelada de peixes e capivaras

Novamente, o estado de Minas Gerais é palco de um desastre ambiental.

Desta vez, o rio Casca, um afluente do Rio Doce, recebeu os dejetos de uma lagoa de uma granja suína que não recebe qualquer tratamento, como informou o Brasil de Fato.

A fonte da poluição está localizada na zona rural do município de Urucânia, próximo a Ponte Nova. O rompimento da lagoa, que tem um volume de 12 mil metros cúbicos, além de poluir mais de 10 km do rio Casca, atingiu cinco casas de uma comunidade local.

Animais mortos

A polícia ambiental recolheu uma tonelada de peixes mortos e outros animais, como capivaras. O rompimento da lagoa já provocou o desabastecimento de cidades dependentes do rio, que sustenta várias famílias que realizam nele atividades como pesca, irrigação e cultivo de alimentos.

Mais uma vez, o Rio Doce é contaminado e comunidades ribeirinhas são afetadas pela negligência com o meio ambiente. 

A Polícia Civil de Minas Gerais segue investigando o caso.

Talvez te interesse ler também:

Péssimas notícias para o meio ambiente e região amazônica: o cenário é alarmante

Chernobyl, o pesadelo 34 anos depois: incêndios reabrem uma ferida que nunca cicatrizou

Jane Goodall: “Nossa falta de respeito pelos animais causou a pandemia de coronavírus”

Fonte foto: Agência Sertão

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *