Mau tempo na Itália deixa Veneza embaixo d’água. Vídeo

Mau tempo na Itália deixa Veneza embaixo d’água. Vídeo

Veneza foi atingida na manhã desta terça-feira por uma maré alta de 137 centímetros que deixou grande parte da cidade submersa.

“A situação é terrível, estamos submersos de forma dramática”, disse Carlo Alberto Tessein, procurador da Basílica de San Marco. “O nártex está completamente alagado – explica ele, relatando os estragos no edifício sagrado – e se o nível subir novamente, as capelas internas também irão por água abaixo”.

Veneza sofre regularmente com o fenômeno da maré alta, quando o mar Adriatico sobe e invade a área lagunar, inundando o centro histórico da cidade.
Um sistema bilionário chamado MOSE, foi testado esse ano para evitar os alagamentos na famosa cidade. O sistema de barragem é feito com 78 barreiras móveis, cujas obras estão previstas para serem entregues em 2021, mas já estava pronto para ser usado em situações emergenciais este ano.
Contudo, hoje, o sistema não funcionou e a cidade se viu mais uma vez debaixo d’água. E não funcionou porque a previsão era de uma subida do mar de 120 centímetros na lagoa, insuficiente para levantar as portas do Mose, que entram em ação de 130 cm para cima.
Quando a água invadiu a cidade, era tarde demais para acionar as barragens.

Críticas ambientalistas

As chuvas típicas deste período estão causando estragos em todo o país. Exatamente por serem previsíveis, o sistema de barragem foi criado mas a obra sofreu, e vem sofrendo, críticas e mais críticas.
Isso porque, na ocasião dos testes (as obras começaram em 2003) ambientalistas protestaram por acreditarem se tratar de uma obra inútil, sobretudo considerando o problema maior que é a mudança climática.
As obras também foram criticadas por terem sido supostamente superfaturadas, dentro de um suposto esquema de corrupção.
Talvez os ambientalistas estejam certos. Com a crise econômica que assola a Itália e o mundo por causa da pandemia, agora é fazer novos cálculos para pagar uma conta a mais.
Mas também é verdade que o sistema de barragens evitou alguns alagamentos anteriores, e no ano passado, Veneza sofreu uma maré alta ainda pior.

Talvez te interesse ler também:

As “atlântidas” do Século XXI. Aquecimento global e nível das águas

Estamos na temporada de raios: veja como se proteger

Covid-19: dicas para um Natal seguro na pandemia

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *