Estado de emergência na Sibéria por causa de um enorme desastre ambiental perto do Círculo Polar Ártico

No rio Ambarnaya, na Sibéria, um enorme derramamento de óleo diesel e de lubrificantes foi causado por uma companhia russa de mineração e metalúrgica, chamada Norilsk Nickel.

20 mil toneladas foram parar no rio que abastece a cidade de Norilsk, que fica a cerca de 240 km ao norte do Círculo Polar Ártico. O presidente russo, Vladimir Putin, declarou estado de emergência.

O material poluente vazou do tanque de uma usina termelétrica da empresa, gigante no seu setor, atualmente a maior produtora de níquel do mundo, a qual fora acusada de tentar esconder os fatos, não tendo relatado o acidente em tempo hábil. O derramamento dos derivados de petróleo foi notado na sexta-feira, 29.

Veja as imagens impressionantes divulgadas pelo Siberian Times:

Segundo o la Repubblica, trata-se do segundo maior acidente ambiental da história da Rússia moderna, em termos de volume de substância tóxica derramada.

O ministro russo para emergências, Evgeni Zinitchev, anunciou a abertura de uma investigação e um funcionário da usina foi preso. Agora a urgência é tomar as precauções para que o óleo não siga se alastrando, e poluindo o delicado ecossistema daquela localidade.

Talvez te interesse ler também:

Mundo pós-pandemia: empresários no Reino Unido pedem por economia verde

Extração ilegal de areia no Rio de Janeiro: um crime fácil e super lucrativo

Cemitérios de abelhas em plena Amazônia: desmatamento e agrotóxico assassinos

Fonte foto:  Al Jazeera- AFP

Sobre Daia Florios

Daia Florios
Ingressou no curso de Ecologia pela UNESP e formou-se em Direito pela UNIMEP. É fundadora e redatora-chefe em GreenMe Brasil.

Veja Também

Madeira ilegal e glifosato em esquema de escravidão moderna em MG

De acordo com o Ministério Público do Trabalho, conforme publicação em sua página no Instagram, …