Plastisfera: um novo ecossistema populado por micróbios que comem plástico

  • atualizado: 
Plastisfera

Em nenhum outro lugar, o plástico tornou-se um problema tão grave quanto nos oceanos. É ali que se acumula a maior parte dos resíduos, uma tragédia para os organismos que habitam as águas e todo o ecossistema marinho. Mas alguns organismos teriam evoluído a ponto de criarem um novo ecossistema.

Resíduo plástico nos oceanos: um problema bem evidente

O problema já é bastante conhecido embora pouco ainda se faça para combatê-lo.

O acumúlo de plástico nos oceanos, quando segmentado em microplástico acaba indo parar na cadeia alimentar da fauna marinha, e na nossa, por conseguinte.

Existe uma área do Pacífico conhecida como "Great Pacific Garbage Patch", em que esta acumulação contínua é agora nada mais nada menos do que alarmante.

O plástico altera a evolução da vida

Um novo aspecto em que estão se concentrando os cientistas atualmente, está relacionado com o impacto que o resíduo plástico vem ocasionando sobre a evolução da vida marinha.

Segundo os estudiosos, deste “lixo”, estão surgindo novas formas de vida, micróbios que conseguem comer o plástico em si, porque se adaptaram, ou porque mudaram seus hábitos alimentares.

Isso - como explica Ricard Sole da Universidade Pompeu Fabra em Barcelona, explicaria porquê, em relação ao crescimento exponencial da produção mundial de plásticos, onde existem acumulações mais maciças de plástico, encontra-se menos resíduos do que o esperado.

O fato seria explicado porque ali, estariam em ação tais seres evoluídos.

O mistério do plástico desaparecido

Os dados e as diversas pesquisas nas áreas aquáticas particularmente em risco, demonstraram de fato que encontrou-se de um décimo a um centésimo de todo o plástico que se esperaria encontrar nessas áreas.

E a quantidade de plástico que flutua e desfigura os oceanos parece não estar crescendo. Fala-se da tendência de rápido aumento de uma população de micróbios, que evoluíram a fim de biodegradarem o plástico.

Uma outra possível explicação

Alguns cientistas concordam com este estudo, mas acreditam que os micróbios são apenas uma das possíveis razões para o "desaparecimento" do plástico.

O fato é que os plásticos nos oceanos estão se deteriorando mais rapidamente do que se poderia pensar - apesar deste fato parecer positivo, ainda que não seja clara a sua razão - há de se considerar que o motivo poderia ser uma divisão tão mini, nano, do material plástico, que poderia causar consequências ainda piores à vida marinha.

Um ulterior estudo de Linda Amaral-Zettler do Netherlands Institute for Sea Research mostrou que os micróbios que colonizam o plástico flutuador dos oceanos são diferentes daqueles que podem commumente ser encontrados nas águas circundantes.

Isso poderia levar à possibilidade de haver um novo ecossistema, o qual os cientistas vêm chamando como “the plastisphere”, a plastisfera.

Leia mais sobre lixo plástico:

seta

10 DICAS PARA DIMINUIR O LIXO PLÁSTICO NO DIA A DIA 10 DICAS PARA DIMINUIR O LIXO PLÁSTICO NO DIA A DIA

setaQUANDO O PLÁSTICO ENTRA NA CADEIA ALIMENTAR VIA PLÂNCTON (VÍDEO)

setaSEU SAL MARINHO TEM PLÁSTICO, SABIA?