Festival de Yulin: começa o massacre de cães e gatos cozidos vivos

  • atualizado: 

Torturados, cozidos vivos e comidos porque considerados carne protéica e fonte de saúde. Estamos no início do Festival de Yulin, onde dentro de dez dias, morrerão cerca de 10 mil cães e gatos.

Nós já falamos aqui antes sobre este festival que se inicia hoje, 21 de junho, em ocasião do solstício de verão no hemisfério norte, e vai até 30 de junho em Yulin, na Região Autônoma de Guangxi Zhuang, na China.

Leia mais: A CHINESA QUE SALVOU 100 CÃES DO FESTIVAL DE CARNE DE CACHORRO

Neste festival, cachorros e gatos vêm sendo massacrados desde 1990. Não foram suficientes as assinaturas coletadas em todo o mundo e os apelos das associações para o bem-estar animal como a Wwf, a World Animal Protection e a Animals Asia, para interromperem com o Dog Meat Festival.

Mais de 10 mil cães e gatos, muitos dos quais são apanhados na rua ou sequestrados de suas casas depois de vários dias empilhados uns sobre os outros em gaiolas muito pequenas, muitas vezes amarrados com cordas para evitar latidos ou que mordam uns aos outros. Os animais são fervidos vivos, espancados até a morte ou mesmo esfolados vivos para levá-los à adrenalina que, de acordo com a tradição, serviria para aumentar a energia sexual daqueles que consumirem este tipo de carne.

festival yullin 2

Um verdadeiro massacre que não pára diante de nada. Muitos dos animais pegos na rua estão doentes. Segundo o Ministério da Saúde da China, no país, todos os anos, entre 2 mil e 3 mil pessoas morrem por terem contraído o vírus da raiva. 

De acordo com estatísticas do Escritório de Proteção Animal Mundial de Beijing, 25 milhões de cães são abatidos todos os anos na China.

Aviso: este vídeo contém imagens que podem afetar sua sensibilidade

 

Um ativista que resgata os cães de Yulin

Davide Acito é um ativista italiano que trabalha na China para salvar os cães do Festival Yulin. Ele compra o máximo possível de animais para evitar de serem abatidos.

"Eles fazem xixi, tremem de medo porque amarram suas patas e os jogam nas panelas. Se veem pelas ruas os cachorros que são mortos, abatidos, ou você pode escolher um e matá-lo a pauladas", explica Acito em um vídeo feito por Fanpage.it

Os cães não são cozidos em água fervente, mas são cozidos lentamente, eles devem morrer em 20 minutos para deixar a carne deles mais macia. "É uma coisa horrível, obscena e terrível, tenho vergonha de ser humano!. Dizem que o cão faz bem, mantém a temperatura do corpo, torna o homem mais sexualmente viril. Eles comem o cachorro porque é um animal feliz, então seu espírito se beneficia disso", continua Acito.

O que você pode fazer (e-mail bombing)

O Festival da Carne de Cachorro - é um evento cruel e inaceitável, inaugurado em 2009, que abalou profundamente as consciências de todo o mundo: há tantas petições para pedir a sua abolição e tanta indignação. Podemos apelar ao embaixador chinês no Brasil, Li Jinzhang, para que trabalhe para impedir o massacre e proibir o consumo de cães e gatos em toda a China, como já acontece em outros países asiáticos como Taiwan, Filipinas, Cingapura e Hong Kong, onde o consumo de carne de cachorro foi banido. As petições são importantes, mas também podemos fazer pressões diretas mostrando via e-mail nossa indignação. Pedimos a todos que participem deste protesto enviando um email para a embaixada chinesa no Brasil: chinaemb_br@mfa.gov.cn

Outras Opções e Petições

Assine aqui a petição #ItsNoFestival da Animal Asia

Aqui ao Presidente da China, XI Jinping

Aqui a Chen Wu, governador de Yulin

Gato, cachorro, vaca, porco...

E por último mas não menos importante, pedimos para que todos reflitam sobre o fato de que cães e gatos não são diferentes dos outros animais que são sacrificados todos os dias para a alimentação humana.

Animais são amigos, não comidas!

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!