Vitória histórica para os elefantes! A China fecha fábricas e lojas de marfim

  • atualizado: 
elefante

Uma notícias histórica chega hoje da China. A promessa chinesa de banir o comércio de marfim e salvar os elefantes vem se cumprindo. O gigante asiático está começando a fechar suas lojas e fábricas que trabalham com este tipo de material. A primeira onda de fechamentos afeta cerca de um terço de todas as lojas e fábricas, de acordo com documentos divulgados pela Administração Florestal Estatal da China.

A confirmação da notícia vem da WildAid. No final do ano passado, a China havia anunciado sua intenção de acabar com todas as vendas de marfim doméstico até o final de 2017. O país é atualmente o maior no mercado mundial de produtos de marfim feitos de presas de elefante. Embora o comércio internacional seja proibido, até 30.000 elefantes são mortos ilegalmente por ano por causa de suas presas.

Leia mais: ATÉ O FINAL DE 2017, O COMÉRCIO DE MARFIM SERÁ PROIBIDO NA CHINA

"Estas medidas mostram que a China está trabalhando sério no fechamento do comércio de marfim para ajudar os elefantes africanos”, disse Peter Knights, CEO da WildAid. "O preço do marfim caiu em dois terços dos seus máximos precedentes, então agora é um mau investimento. Esperamos que novas quedas nos aproximem do fechamento total no final do ano."

A queda no preço do marfim desencoraja também o comércio ilegal.

Um relatório publicado recentemente pela Save the Elephants mostrou que o preço no atacado das presas de marfim na China caiu para US$ 730 por quilo, um declínio significativo em comparação com os números de 2014, quando o marfim valia US$ 2.100.

china lojas marfim

Evidentemente as campanhas de sensibilização têm dado frutos, informando aos fãs do marfim o que suas compras significam para os elefantes.

Até agora operavam na China 34 fábricas espalhadas por todo o país. Doze foram fechadas. Destas, 10 também vendiam produtos prontos. Além disso, 45 dos 130 pontos de venda com licença já foram avisados para o fechamento.

A notícia também foi comemorada por Leonardo DiCaprio no seu Instagram:

"No ano passado, a China prometeu parar a venda de marfim de elefante até o final de 2017. Agora a promessa está se cumprindo: 67 fábricas de esculturas em marfim e lojas a varejo em todo o país serão fechadas na sexta-feira, e o resto durante o ano. Esta é uma grande notícia para os 30.000 elefantes mortos na África a cada ano por conta de suas presas".

elefantes china di caprio

Leia mais sobre o uso do marfim:

USO DE MARFIM NA CHINA PODE EXTINGUIR EXISTÊNCIA DE ELEFANTES NA ÁFRICA

ONU PEDE UM BASTA À COMERCIALIZAÇÃO DE MARFIM

PROIBIÇÃO DA VENDA DE MARFIM PODE NÃO SALVAR OS ELEFANTES