Templo dos Tigres: chega de abusos e maus-tratos na Tailândia

tigres tailandia

Na Tailândia, um templo budista na cidade Kanchanaburi, atrai turistas do mundo inteiro que tiram fotos e selfies ao lado de tigres, os alimenta e até mesmo meditam na companhia de seus filhotes. O templo era suspeito de sedar os tigres que nele viviam.

O sucesso do templo sempre foi baseado na mentira de que seus tigres tivessem sido salvos da caça e viviam e circulavam livres e pacificamente entre os monges do templo, que participam ativamente no trabalho de conservação da espécie.

Tudo teria sido lindo se não fosse o fato de que os tigres são criados por monges, e não por especialistas em vida selvagem e ambientalistas. Para não falar das péssimas condições em que são obrigados a viver.

Gaiolas muito pequenas e lotadas em que os tigres passavam 20-21 horas por dia e desenvolviam comportamentos repetitivos devido ao estresse do cativeiro. Os tigres eram forçados a interagir com os turistas durante cerca de três horas em um momento de luz solar direta, sem sombra e água. Suspeita-se de abusos físicos e maus-tratos para fazer com que os tigres colaborassem e fossem submissos às ordens, além de serem dopados para tal.

Puxados pelos rabos, ​​atiçados com varas, estressados pelos turistas sentados em suas costas e sem espaço para se abrigarem. Alimentados somente com frango, porque é a carne mais barata. Estranhamente apáticos, calmos e tranqüilos. 

Na natureza, os tigres adultos tendem a viver solitariamente. Vivem com outros de sua espécie apenas para se acasalarem, ou quando os filhotes são jovens demais para viverem sozinhos. Mas, no Templo dos Tigres viviam até 90 tigres de uma só vez.

Agora, depois uma série de acontecimentos dramáticos, incluindo agressões aos turistas, Nipon Chotiban, diretor-geral do Departamento de Parques Nacionais da Tailândia, finalmente ordenou que todos os tigres sejam transferidos do templo até o final de abril.

Esta é uma grande notícia para os ativistas dos direitos animais que lutaram por mais de 15 anos para fechar este templo de horrores e, especialmente, para os tigres, que têm o direito de se livrarem da exploração humana.

Leia também: Qual é o preço que os animais pagam pela tua diversão? Zoos, aquários, circos e muito mais

Fonte fotos: wwf.org