Pequisadores capturaram onça-preta pela primeira vez na Caatinga

Pequisadores capturaram onça-preta

Os pesquisadores colocaram um GPS que permitirá obter dados quanto ao território e aos hábitos da onça do ecossistema. A onça-preta (Panthera onca) é da mesma espécie da onça-pintada.

O espécime foi capturado no Parque Nacional Serra da Capivara, no sudeste do Piauí, por pesquisadores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Estima-se que haja apenas 250 indivíduos da espécie com capacidade de se reproduzir em toda a Caatinga.

Sendo considerado o maior felino das Américas, o animal é encontrado não apenas na Amazônia e no Pantanal, como usualmente se pensa, mas também no Cerrado, na Caatinga e na Mata Atlântica, já tendo sido avistado desde a Argentina até os Estados Unidos.

A coloração negra ocorre naturalmente em cerca de 6% da população, tratando-se de uma condição conhecida como melanismo.

Ameaçada de extinção na Caatinga e na Mata Atlântica, seu rastreamento na área é importante, já que desde 2012, onças atacaram animais de criação próximo ao parque e foram mortas. De acordo com o biólogo Fernando Augusto Tambelini Tizianel, chefe do Parque, "O objetivo é entender porque esses animais estão saindo da reserva em busca de alimento nas propriedades rurais da área", possibilitando também que os criadores do entorno sejam alertados da aproximação das onças, para que eles possam recolher o gado ou afugentar os predadores.

Além da onça-preta, os pesquisadores também capturaram duas onças-pintadas e uma onça-parda (Puma concolor).

Leia também: Raju, o elefante que chorou ao ser libertado está finalmente livre para sempre

Fonte fotos: Bardrock e Shadowxfox – wikimedia