EUA: aquecimento global ameaça a segurança das nações

aquecimento global ameaça a segurança das nações

Aumento generalizado da temperatura global, derretimento de calotas polares, desmatamento, uso massivo de combustíveis fósseis...A lista de elementos que compõem a receita explosiva do efeito estufa é enorme. Agora, a novidade desse processo, é que o aquecimento terrestre pode significar um risco também para a segurança, conforme afirmam membros do Pentágono, nos Estados Unidos.

Isso porque esses efeitos do clima podem significar altos riscos para atividades de cunho humanitário ou de segurança nacional. O Departamento de Defesa dos EUA apresentou então um relatório, no qual aponta um roteiro de adaptação para mudanças climáticas, ao mesmo tempo em que revelou que suas missões presentes e futuras precisarão ser repensadas, em função do clima. Afinal, escassez de água e de alimentos são ameaças do presente, sobretudo em países em desenvolvimento – um exemplo é a escassez de água na cidade de São Paulo e estados de emergências em outros pontos do país.

Segundo o Secretário de Defesa dos EUA, Chuck Hagel, há sinais claros de que as mudanças climáticas podem colocar em risco todo o hemisfério norte do planeta. Com o aumento das privações, ideologias terroristas e/ou extremistas podem ganhar força.

Hagel faz um importante apelo, para que Secretários e Chefes de Defesa das nações do mundo compareçam à conferência sobre o clima da ONU, que acontecerá em dezembro, na capital peruana, Lima.

Leia também: “Guerra climática” não é uma metáfora

Fonte foto: shorecrest.org