Uma Técnica Pioneira no Brasil para Recuperação de Rios

  • atualizado: 
rio no Espírito Santo

A técnica de recuperação é simples e lógica - busca recriar as curvas do rio fincando troncos de eucalipto em alguns lugares escolhidos. Este é o projeto ReNaturalize, da APLYSIA Soluções Ambientais - um grupo inglês que está aplicando essa técnica pioneira no Brasil.

E esta técnica fez um rio do Espírito Santo renascer. Trata-se do Rio Mangaraí, afluente da margem direita do Rio Santa Maria, em Santa Leopoldina, região serrana do estado capixaba. É do Rio Mangaraí que é captada a água para o abastecimento da Grande Vitória portanto, todo o interesse da sua recuperação, para além de ambiental, é como fonte produtora de água boa.

No projeto estão engajadas as comunidades do entorno - quilombola e ribeirinha - que participam ativamente na recuperação do seu rio, a companhia de saneamento de água e instituições de pesquisa.

Troncos de eucalipto é a barreira escolhida pois essa madeira, de fácil produção, é bastante resistente ao uso submerso.

Um trecho de 200 metros do Rio Mangaraí já está com as barreiras que refazem as curvas naturais do rio - este procedimento reduz a velocidade das águas, reestabelece as zonas naturais de acúmulo orgânico, possibilita a recuperação da fauna aquática e melhora a qualidade das águas reduzindo os desbarrancamentos de margens e assoreamento.

Esta é a mesma tecnologia que, no passado, foi usada, em parte e com muito sucesso, para a recuperação dos afluentes do Rio Tâmisa, em Londres e que agora está sendo testada e adaptada à realidade ambiental e climática brasileira. Leia mais sobre o projeto ReNaturalize aqui).

aplysia 2

aplysia 3

Veja os vídeos de diversas fases do projeto:


Reportagem completa em vídeo, aqui.

Não é demais? O que falta então para começarmos a recuperar muitos de nossos rios e ver para ver vida neles renascer?

Especialmente indicado para você:

COMO INICIAR A TRANSPOSIÇÃO DE UM RIO EM CINCO PASSOS

RIO SÃO FRANCISCO - A EXTINÇÃO DA CAATINGA (ESTUDO)

O RIO TAPAJÓS ESTÁ MORRENDO

BIOMATRIX: COMO DESPOLUIR UM RIO GASTANDO POUCO

ESTUDO REVELA COMO AS CIDADES CUIDAM DE SEUS RIOS