Danos provocados pela invasão humana ameaçam 100 sítios considerados Patrimônios Mundiais Naturais

  • atualizado: 
Patrimonio Natural Mundial

Quando falamos dos riscos de extinção que muitos animais enfrentam, às vezes não nos damos conta de que o ambiente em que eles vivem também sofrem ameaças. Afinal, todo o ecossistema é afetado quando um dos seus elementos está vulnerável.

Isso é o que vem acontecendo com cerca de 100 lugares considerados Patrimônio Mundial Natural. Um recente estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Queensland (Austrália) e da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), afirma que a gravidade da situação nessas localidades se deve aos danos provocados pela invasão humana.

Os patrimônios naturais mais ameaçados

O continente mais afetado é a Ásia, enquanto o menos afetado é a Europa. Cerca de 63% da marca humana aumentou em todos os continentes nos últimos 20 anos, com exceção da Europa. No topo dos lugares mais ameaçados pela destruição do homem estão:

• Parque Nacional de Yellowstone, EUA

• Parque Internacional da Paz Waterton Glacier entre o Canadá e os EUA

• Parque Nacional de Simien, Etiópia

• o santuário de vida selvagem Manas Wildlife Sanctuary na Índia

• Parque Nacional de Chitwan, no Nepal

• Parque Nacional de Komodo, na Indonésia

sitios unesco risco

A invasão humana nesses locais tem muitas marcas: construção de estradas, agricultura, urbanização e infraestrutura industrial, que levam à perda da extensão de florestas, segundo informa O Globo.

O Brasil também tem sítios naturais afetados pelo impacto da ação humana. Entre eles estão o Parque Nacional do Iguaçu, o Complexo de Conservação do Pantanal, as Reservas de Mata Atlântica do Sudeste e o Complexo de Conservação da Amazônia Central.

Os patrimônios naturais sofrem com a intervenção da agricultura e do desmatamento, mesmo sendo áreas de preservação.

De acordo com James Allan, pesquisador de Queensland: "Estes sítios devem ser totalmente protegidos. Um sítio que perde até 20% de sua área florestal em duas décadas enfrenta uma situação alarmante a ser resolvida". Ele alerta que os danos ocorridos nos últimos 20 anos não podem mais ser reparados.

Dados para ajudar no combate à ameaça

O estudo, além de divulgar as áreas mais críticas, traz dados para ajudar no monitoramento das regiões naturais e, também, recomendações a serem tomados pela Unesco para evitar mais danos através de ações de proteção e preservação.

Mais um estudo que mostra o quanto a ação humana interfere em todos os lugares do planeta, mesmo naqueles que parecem isolados e protegidos.

Especialmente indicado para você:

6 PARQUES NACIONAIS PARA CONHECER NOS 4 CANTOS DO BRASIL

COMO AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PODEM INFLUENCIAR NA DIMINUIÇÃO DA POBREZA?

AUMENTA A DEGRADAÇÃO EM ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO PAÍS

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!