ONU felicita Trump por vitória e pede colaboração na luta climática

  • atualizado: 
Donald Trump

A candidatura de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos era vista com muito receio por quem defende o meio ambiente.

Por isso mesmo, a vitória do candidato republicado foi recebida com preocupação durante a conferência de Marrakesh, COP22, já que Trump negou que as mudanças climáticas estejam realmente acontecendo. Apesar das declarações nada animadoras do futuro presidente, espera-se que ele não descumpra o acordo mundial em busca de energias limpas para conter o aumento da temperatura média global.

Leia mais: A TERRA VAI FERVER: A PREVISÃO É DE + 4° ATÉ 2100

De acordo com a UOL, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, cumprimentou Trump pela sua vitória na eleição presidencial, mesmo ele tendo dito que as mudanças climáticas são uma "farsa" e ameaçado "anular" o acordo global, e pediu pela continuidade do engajamento dos Estados Unidos, visto que o país tem um grande poder sobre o resto do mundo. Ban disse que "as pessoas em todos os lugares esperam que os Estados Unidos usem seu poder notável para ajudar a elevar a humanidade e para trabalhar para o bem comum".

O secretário-geral da ONU destacou que os desafio globais só podem ser encarados em conjunto e colocou-se à disposição para cooperar com o governo de Trump na elaboração de uma agenda climática: "Os desafios globais de hoje demandam uma ação global conjunta e soluções conjuntas".

A ministra francesa de Meio Ambiente, Segolène Royal, considerou que Trump "não pode evitar a implementação" do Acordo de Paris, ratificado ano passado.

Leia mais: CONFERÊNCIA EM PARIS TERMINA COM ACORDO CONSIDERADO HISTÓRICO

Christiana Figueres, responsável por liderar o tema das questões climáticas na ONU por seis anos, acredita na compreensão de Trump de que abandonar o uso de carvão, petróleo e gás "é bom para a economia dos Estados Unidos, para o emprego e o crescimento".

Assim também reagiu a rede We mean business, da qual fazem parte empresas e investidores, ao defender que "a ação em defesa do clima também é fonte de novos empregos e de uma maior competitividade nas indústrias de amanhã".

Esperamos todos que o novo presidente dos Estados Unidos acene para a direção de preservar e cumprir os acordos climáticos.

Especialmente indicado para você:

AQUECIMENTO GLOBAL É REAL: ALERTAM 375 CIENTISTAS

AQUECIMENTO GLOBAL AMEAÇA PONTOS TURÍSTICOS NOS ESTADOS UNIDOS

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!